Rio de Janeiro tem mais quatro mortes pela gripe suína; total no país chega a 29

Com isso, sobe para cinco o número de óbitos pelo vírus Influenza A no estado

A Secretaria estadual de Saúde confirmou nesta quarta-feira (22) mais quatro mortes provocadas pela nova gripe, todas no município do Rio. As informações foram divulgadas no site da Secretaria. Trata-se de um menino de 10 anos de idade, outro de 6, uma gestante de 29 e uma mulher de 39 anos. Os óbitos ocorreram nos dias 14, 15, 17 e 19 de julho, respectivamente.

O órgão informou apenas que o menino de 10 anos apresentava "fator de risco", sem esclarecer qual. No caso da mulher grávida, a morte ocorreu após "quadro de pneumonia". O site da secretaria não informa mais nada sobre as vítimas.

Com isso, sobe para cinco o número de óbitos pelo vírus Influenza A no estado. O primeiro caso foi o de uma mulher de 37 anos, que faleceu dia 13 de julho.

POLOS INAUGURADOS

Foram inaugurados na manhã desta quarta dois polos de acolhimento de pessoas com suspeita da nova gripe. Eles funcionam no Hospital municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, e no Hospital Souza Aguiar, no Centro do Rio.

Ao todo, a Secretaria municipal de Saúde prevê a implantação de nove centros na cidade. Eles funcionarão 24 horas por dia, sete dias por semana, e atuam de forma integrada à rede de saúde.

Ainda segundo a Secretaria, na quinta-feira (23) serão inaugurados outras duas unidades de acolhimento no Hospital Miguel Couto, no Leblon, na Zona Sul, e em Campo Grande, Zona Oeste. Na manhã desta quarta havia fila em frente ao hospital Miguel Couto, e como o centro de atendimento do local ainda não está em funcionamento, pessoas com sintomas da nova gripe não estavam isoladas das demais.

Na próxima sexta-feira (24), dois polos serão inaugurados no Méier, no subúrbio e em Santa Cruz, na Zona Oeste. Penha, Guadalupe e Bangu também vão ganhar centros de atendimento, mas ainda não há previsão para o início do funcionamento.

Cada polo terá a atuação de um epidemiologista, dois enfermeiros, três técnicos de enfermagem, um auxiliar administrativo e um auxiliar de serviços gerais, totalizando oito profissionais por cada plantão, sendo um diurno e um noturno. O objetivo é aliviar o atendimento nas emergências dos grandes hospitais.

POSTOS PARA INFORMAR A POPULAÇÃO

A Secretaria municipal de Saúde anunciou a criação de mais cinco postos de esclarecimento que começaram a atuar nesta quarta-feira.

A iniciativa tem o objetivo de prestar esclarecimento e tirar dúvidas sobre as formas de contágio e quais os sintomas mais comuns da doença.

No total, dez postos de esclarecimento e dois Centros Móveis de Operação de Prevenção da Gripe A, funcionam das 9 às 17 horas.

VEJA PROGRAMAÇÃO

Dia 22 de julho: Centro Móvel de Operações: Rua Cônego de Vasconcelos, s/nº, no Calçadão de Bangu (em frente a Caixa Econômica Federal)

Postos de Esclarecimento: Praça do Jabour, no Largo do Jabour, no Estacionamento do Shopping Bangu, no Ponto Chic ? Rua Figueiredo Camargo, em Padre Miguel, na Praça Padre Miguel ? Av. Santa Cruz, em Realengo e na Praça Miami, em Vila Kennedy.

Dias 22, 23 e 24 de julho: Centro Móvel de Operações: Jardim do Méier (Méier).

Postos de Esclarecimento: em frente ao Centro Municipal de Saúde Milton Fontes Magarães (Rua Amaro Cavalcanti), Calçada do Engenhão (Rua Arquias Cordeiro), em frente ao Shopping do Méier (Rua Dias da Cruz), no estacionamento do Norte Shopping e no estacionamento do Nova América.

Dias 23 e 24 de julho: Centro Móvel de Operações: Praça das Nações (Bonsucesso)

Postos de Esclarecimento: Complexo do Alemão (Estrada do Itararé), em frente a Vila Olimpica, Largo da Penha, s/n°, na Rua Leopoldina Rego, Olaria, em frente ao Supermercado Sendas, na Avenida Vicente de Carvalho, em frente ao Shopping Carioca, Avenida Darcy Bitencourt, em frente ao 16° Batalhão, em Olaria.

29 MORTOS

O total de óbitos no país até as 20 horas desta quarta-feira (22) chegou a 29, com a confirmação dos quatro casos no Rio e de três novos casos em São Paulo.

Fonte: g1, www.g1.com.br