Rio vai remover famílias de 8 áreas de risco

Homens do Corpo de Bombeiros trabalham em operação de resgate

A Prefeitura do Rio de Janeiro anunciou no domingo a remoção de famílias de oito comunidades atingidas pelas chuvas da última semana: Urubu, Prazeres, Fogueteiro, São João Batista, Cantinho do Céu e Pantanal (Turano), Laborioux (Rocinha) e Parque Colúmbia (às margens do Rio Acari). Nesta manhã, o prefeito Eduardo Paes voltou a visitar as áreas atingidas pelas chuvas.

Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura, todas as famílias já identificadas receberão a partir desta semana o aluguel social (benefício no valor de R$ 400 mensais). O objetivo é remover as famílias que vivem nestas áreas de risco sem que elas percam o vínculo com a comunidade de origem. "Na medida do possível, estamos usando esse critério e oferecendo alternativas para que as pessoas continuem morando em áreas próximas às suas comunidades", disse Paes.

Em visita a Niterói hoje, o governador Sérgio Cabral Filho anunciou que utilizará R$ 1 bilhão para a remoção de famílias que vivem em áreas de "altíssimo risco". As remoções integram o Plano Diretor de Ocupação que o governo do Estado disponibilizará para os municípios do RJ.

De acordo com o governador, no próximo dia 15, o ministro da Fazenda Guido Mantega assinará a liberação de R$ 5,3 bilhões de recursos do Plano de Ajuste Fiscal. Parte desta verba será destinada às remoções.

Fonte: Yahoo