Ruas terão radares portáteis em Teresina, diz Pang Yen

Ruas terão radares portáteis em Teresina, diz Pang Yen

De acordo com a Strans, os novos aparelhos portáteis poderão ser colocados em qualquer ponto da cidade, a qualquer horário do dia ou da noite

O condutor teresinense deverá ficar mais atento às normas do trânsito, sobretudo ao que se refere à velocidade máxima permitida em cada via da cidade. Dentro de poucos dias, além de radares fixos, a capital contará com radares portáteis, que cuidarão da fiscalização do trânsito em vários pontos da cidade.

?A novidade é que agora não haverá mais um local fixo, onde os condutores encontrarão os radares. Isso valerá apenas para os equipamentos fixos, mas além deles, teremos ainda os portáteis, que poderão ser colocados em qualquer ponto da cidade, a qualquer horário do dia ou da noite?, explicou o superintendente municipal de Transportese Trânsito, Pang Yen Hsiao.

Ele acrescenta que os radares podem ser colocados em qualquer via onde existem placas sinalizadores de velocidade. A medida, segundo o superintendente, irá contribuir para uma mudança de comportamento do teresinense no trânsito. ?Os resultados dessa nova fiscalização serão muito bons. Dentro de no máximo 90 dias, nós já vamos começar a perceber essa mudança?, pontuou.

Além de outros locais, as vias que contarão com radares são Avenida Barão de Castelo Branco, dentro do túnel do viaduto da Avenida Higino Cunha; as avenidas que ficam na beira-rio, dentre outros. Outros locais, que também receberão os equipamentos serão definidos após estudos que mostrarão as ruas e avenidas onde os condutores excedem, com mais frequência, a velocidade permitida.

?Hoje nós vemos, com bastante facilidade, pessoas excedendo a velocidade no trânsito de Teresina, por acharem que não serão flagradas, mas isso vai mudar, pois além de termos os equipamentos, eles são modernos e poderão fazer fotografias da placa traseira de veículos, inclusive de motocicletas. Os equipamentos permitem ainda a fotografia em ruas escuras?, disse.

O contrato com a empresa que ficará responsável por essa fiscalização foi assinado na última quarta-feira (12). Com isso, a entrada dos equipamentos em operação deverá ter início nos próximos dias. Eles serão operados pelos próprios agentes, que receberão um treinamento rápido para aprender a usar os equipamentos.

Fonte: Pollyana Carvalho