Saiba o que fazer para que as calotas não se soltem dos pneus

Velocidades altas comprometem a fixação.



Segundo Antônio Gaspar de Oliveira, diretor técnico do Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios do Estado de São Paulo, as calotas caem por quatro principais motivos:

1- Quando os pneus passam por buracos e irregularidades no piso, a estrutura de fixação das calotas presas nas rodas vai se deterionando.

2- Em manobras de estacionamento, ao encostar na guia ou qualquer outro obstáculo, essa mesma estrutura também é danificada

3- Velocidades muito elevadas também causam danos na fixação.

4-Estradas que exigem muito dos freios, e isso aquece o sistema. Ao mesmo tempo, o calor também é transferido para a roda, que pode dilatar e aliviar as presilhas da calota.

Fonte: Auto Esporte