Saidinhas de banco diminuem, mas ainda preocupam sindicato

José Ulisses, presidente do Sindicato dos Bancários, diz que redução foi sentida

Sacar dinheiro em pequenas quantidades, fazer uso de cartões de crédito/débito em pagamentos, ter atenção redobrada quando estiver fazendo operações em caixas eletrônicos - vale tudo para evitar o perigo das chamadas saidinhas de banco. O presidente do Sindicato dos Bancários do Piauí, José Ulisses, vê uma redução nesse tipo de crime, mas reforça que ainda há muito a ser feito.

"As saidinhas diminuíram bastante, principalmente por conta do cumprimento de uma determinação da Lei nº 6168/12, que estabelece a instalação de biombos nos caixas eletrônicos, para que a transação bancária não fique visível", disse Ulisses.

Ainda de acordo com o presidente do Sindicato, uma outra providência que poderia ser tomada é a mudança no layout atual de muitas das agências, já que a maioria delas possui a fachada de vidro, facilitando a observação de seu interior por potenciais criminosos. Além disso, Ulisses ressaltou que as pessoas devem obedecer a regra que determina que o uso de celulares dentro de agências é proibido.

Acompanhe a reportagem de Pedro Borges:

Fonte: Dowglas Lima