Salão especializado cobra R$ 55 por hora para catar piolho no Rio de Janeiro

A advogada Marli de Freitas Fernandes resolveu abrir um salão em Botafogo

Na guerra contra os piolhos que infernizam as crianças, os pais resolveram apelar para salões especializados, que, na Zona Sul do Rio, cobram até R$ 55 por hora. Vale apelar até para o disque-piolho, serviço gratuito da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), que orienta como prevenir, remediar ou exterminar o problema. Os especialistas garantem: o melhor aliado contra os piolhos e lêndeas é o tradicional pente fino.

Acostumada a catar os insetos na cabeça das netas, a advogada Marli de Freitas Fernandes resolveu abrir um salão em Botafogo, voltado para atender as crianças que sofrem com os piolhos.

Marli explica que o salão utiliza uma técnica comum, que, segundo ela, é a mais eficaz de todas ? catar minuciosamente os piolhos e lêndeas do cabelo e, em seguida, passar um pente fino.

?Nós catamos os piolhos e lêndeas e depois lavamos o cabelo com um xampu de hortelã. Em seguida, passamos muito condicionador e um pente fino para eliminar o que sobrou dos insetos?, explica Marli.

De acordo com a proprietária do salão, o tempo para a retirada dos insetos pode levar meia hora ou até 12 horas. Para exterminar os piolhos e lêndeas, o cliente desembolsa R$ 55 por uma hora de sessão. As crianças podem se distrair durante a limpeza com videogames, pipocas e pão de queijo.

O Instituto Oswaldo Cruz criou o disque-piolho, que tira as dúvidas e aconselha aos pais sobre os melhores métodos para a remoção dos piolhos e lêndeas. De acordo com o especialista Julio Vianna Barbosa, a maneira mais indicada para exterminar os piolhos é escovar os cabelos com o pente fino e passar uma mistura de uma colher de água com a mesma medida de vinagre nos locais onde estão as lêndeas.

Segundo Vianna, os xampus químicos combatem apenas os piolhos, mas não conseguem penetrar nos ovos, ou seja, nas lêndeas. Os remédios acabam contribuindo para a resistência dos insetos.

?Os xampus químicos e os remédios virais podem desenvolver alergia nas crianças. Lavar a cabeça com água e vinagre também não é indicado porque pode aumentar as feridas no couro cabeludo. O ideal é embebedar um algodão com água e vinagre e passar da base para a ponta do cabelo? explicou o especialista.

Piolho não significa falta de higiene

O especialista alerta que piolho não significa falta de higiene, pelo contrário, os insetos costumam proliferar nos cabelos limpos. O piolho é transmitido por pentes, escovas, bonés e chapéus, que estejam infectados pelo inseto.

"Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o piolho não voa. É preciso conscientizar as crianças que não se deve emprestar ou compartilhar pentes e escovas", ressalta o pesquisador.

Fonte: g1, www.g1.com.br