Santa Maria: medicamento doado pelos EUA ajudará vítimas da Kiss

Delegada da Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul, entrega o antídoto contra a intoxicação por cianeto, no Hospital de Caridade

Um medicamento doado pelo governo americano vai ajudar no tratamento das vítimas do incêndio na boate Kiss, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, onde 236 pessoas morreram num incêndio na madrugada de domingo. A substância hidroxicobalamina serve como antídoto para tratar pessoas intoxicadas por cianeto, que foi o gás tóxico responsável pela morte das pessoas após o contato do fogo com a espuma do teto na boate Kiss.



Irene Porto Prazeres, coordenadora de Política de Assistência Farmacêutica do Estado do Rio Grande do Sul, mostra a importância do medicamento, que é aplicado de forma intravenosa:

? Esse é um antídoto de combate a contaminação por cianeto, que não está disponível no Brasil. Esse medicamento irá ajudar no tratamento das vítimas.

Na manhã deste sábado, os 140 kits com o antídoto chegaram em Brasília. No total, 64 kits vão atender as vítimas que estão internadas em Santa Maria e os outros 76 serão voltados para o tratamento dos pacientes internados em Porto Alegre. Os remédios foram levados para Base Aérea de Canoas, no Rio Grande do Sul, por um avião da Força Aérea Brasileira e, de lá, foram distribuídos para as outras cidades.

De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul, 114 pacientes feridos no incêndio em Santa Maria permanecem internados em hospitais neste sábado. Ainda segundo a secretaria, as principais alterações em relação ao boletim divulgado na tarde de sexta-feira são o registro de algumas altas entre os pacientes atendidos em Santa Maria e a redução do número de vítimas que respiram com ventilação mecânica em Santa Maria, Porto Alegre e Caxias do Sul.

Fonte: Extra