Saúde Bucal do Piauí terá recursos de R$ 137,2 milhões

Dinheiro será para custear o trabalho das Equipes de Saúde Bucal (ESB),

O Piauí será um dos beneficiados com a ampliação da rede assistencial odontológica do Sistema Único de Saúde (SUS).

Para o Estado, a projeção é que sejam investidos R$ 137,2 milhões, para custear o trabalho das Equipes de Saúde Bucal (ESB), vinculadas às unidades básicas de saúde, e o funcionamento dos Centros de Especialidades Odontológicos (CEOs).

Até 2014, o Ministério da Saúde, por meio do Programa Brasil Sorridente, deve contemplar as regiões mais pobres, sobretudo nas zonas rurais, com mil novas Unidades Odontológicas Móveis (UOM). Cada unidade funciona como um consultório odontológico móvel, instalado numa van adaptada, que circula por regiões em que a população tem dificuldade de acesso a tratamentos de saúde bucal, com capacidade para realizar até 350 atendimentos por mês.

De acordo com Vanessa Ferreira, coordenadora de Saúde Bucal do Estado, o Piauí será um dos maiores beneficiados com a ampliação por conta dessa ação estar incluída no Programa Brasil Sem Miséria, cujos objetivos são facilitar o acesso aos serviços públicos, elevar a renda e as condições de bem-estar de famílias que estão em extrema pobreza.

?Ainda não sabemos quantas Unidades Odontológicas serão implantadas e quais localidades serão beneficiadas. A informação que temos é que a partir do ano que vem, grande parte da população piauiense já vai poder contar com os servidos oferecidos nesses locais. Os recursos só não vão ser distribuídos neste ano por conta do período eleitoral?, explica Vanessa Ferreira.

Além de expandir a saúde bucal em municípios sem muitas condições, a doação das UOM também tem o intuito de reduzir o tempo de espera no acesso à prótese dentária. Comparado com outros estados, o Piauí foi o que mais produziu próteses dentárias no país.

Fonte: Aline Damasceno