Seca em SC deixa 108 municípios em situação de emergência

Já chega a 108 o número de municípios em situação de emergência por conta da seca

Já chega a 108 o número de municípios em situação de emergência por conta da seca em Santa Catarina. A estiagem atinge, principalmente, as regiões oeste, meio-oeste, planalto norte e serra. Os dados foram atualizados pela Defesa Civil de Santa Catarina na noite desta sexta-feira (9). O último acompanhamento apontava 101 municípios em situação de emergência. Os municípios que entraram na lista foram: Coronel Martins, Ipuaçu, Bom Jesus, Monte Carlos, Porto União, Ponte Serrada e Formosa do Sul.

Na última terça-feira, o governador Luiz Henrique da Silveira anunciou medidas que serão tomadas para minimizar o impacto da seca em Santa Catarina. Na região de Chapecó, rios como o Lajeado São José estão com 10% do seu volume normal.

Na quinta-feira, uma comitiva de parlamentares catarinenses se reuniu com o ministro do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel. Ele também anunciou que deve lançar, na próxima semana, medidas de socorro aos agricultores familiares para reduzir os prejuízos da seca no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina.

O ministro explicou que, por enquanto, técnicos ainda negociam as ações junto aos ministérios do Planejamento e da Fazenda. Por isso, preferiu não adiantar detalhes sobre as medidas.

Hidrelétricas

A estiagem já interrompeu o funcionamento de nove das 12 usinas hidrelétricas da Celesc em Santa Catarina. Com a falta de chuva, o nível dos reservatórios baixou, principalmente no Oeste.

Algumas das hidrelétricas que não pararam estão funcionando apenas algumas horas por dia. Para suprir a falta de geração, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) garante o abastecimento, o que evita prejuízos para a Celesc.

Fonte: g1, www.g1.com.br