Secretário de Justiça quer fim da custódia de presos

"Os sonhos são grandes", afirmou Daniel.

O rol de procedimentos ensejados pela Secretaria de Justiça, que finalizou o I Fórum de Gestão Penitenciária do Piauí ontem, passa a nortear metas ousadas da pasta na atual gestão. Sob a liderança de Daniel Oliveira, um dos principais desafios converge para a minimização no déficit do número de vagas no sistema, imposição verbalizada pela atenção específica a Central de Flagrantes e aos caminhos perseguidos em prol da eficiência dos programas de ressocialização dos detentos.

Tais diretrizes aportam para uma ideologia de trabalho coerente, pautada na evolução das unidades e na reflexão das mudanças para a sociedade como um todo. “Os sonhos são grandes, enquanto muita gente fala de crise tem muita coisa grande acontecendo no Piauí, assim como há no Piauí em geral, há também na secretaria de Justiça, tem dificuldades, tem questões relacionadas a própria segurança, agora precisamos e vamos avançar”, inseriu.

No que tange os pavilhões paralisados na Casa de Custódia, Oliveira indicou para o plano da pasta; indicativo embasado nas propostas de gerenciamento abarcadas pela atual administração. “A nossa ideia é transformar aquilo em uma central de triagem. Acaba com a custódia de presos na Central de Flagrantes e transfere para lá, ficaria com entrada a parte da Casa de Custódia, com uma área de maior segurança”, diz.


Fonte: Francy Teixeira