Segunda etapa da operação `Faxina nos Bairrs` acontece amanhã (26)

A ação é para combater o mosquito Aedes aegypti

Amanhã, 26 de dezembro, acontece mais uma operação “Faxina nos Bairros”. Neste sábado as atividades terão início pela zona Sul da cidade, no bairro Lourival Parente. As equipes de limpeza e técnicos da Fundação Municipal de Saúde (FMS) se concentram, a partir das 7h30, na Praça João Martins Moraes, na Avenida Ivan Tito.

A rota da limpeza no Lourival Parente abrangerá as ruas Delfim  Moreira, Afonso Pena, Rodrigues Alves, Washington Luís, Arthur Bernardes, Epitácio Pessoa, Nilo Peçanha, Alberto Leal, Brito Melo, Av. Ivan Tito, Prof. Diniz, Rua Miguel Couto, Henrique Couto, Humberto de Campos, Machado de Assis e 19 de Outubro.

A ação é uma das estratégias do Plano Emergencial e Intersetorial de combate ao mosquito Aedes aegypti e as ocorrências relacionadas ao vetor. Ainda neste sábado, os bairros Marquês (zona Norte), Cidade Jardim (zona Leste) e Dirceu I (zona Sudeste) recebem as equipes de limpeza da Prefeitura. A “Faxina Nos Bairros” é operacionalizada pela FMS e Superintendências de Desenvolvimento Urbano (SDU’s). 

Os locais escolhidos para a limpeza apresentam os números mais altos de infestação de mosquito causador da Dengue, Zika e Chikungunya, segundo o último Levantamento Rápido do Índice de Infestação para o Aedes aegypti (LIRAa). Na “Faxina nos Bairros” a população é orientada a colocar na calçada todo material inservível que possa acumular água e virar um possível criadouro de mosquito para serem recolhidos pelas equipes de limpeza. 

“Esse é o momento das pessoas colocarem no lixo aquele móvel velho, vasilhas, pneus, enfim, tudo aquilo que possa estar nos arredores da residência acumulando água”, afirma Amariles Borba, diretora de Vigilância em Saúde da FMS.

Ela explana ainda que os ovos do mosquito Aedes aegypti são muito resistentes, sobrevivendo por cerca de um ano em local seco. Quando este local recebe água limpa, em cerca de meia hora ele pode se desenvolver. O mosquito leva 10 dias para se desenvolver e ele vive em média 30 dias. “É necessário que as pessoas dediquem pelo menos um dia na semana para se mobilizarem contra o mosquito. A tecnologia mais avançada para evitar a reprodução do Aedes aegypti somos nós mesmos. Não tem vacina, não tem remédio. Depende da nossa ação”, afirma.

No bairro Dirceu I, o ponto de partida das equipes de limpeza acontece em frente à Fundação Bradesco. De lá todos seguem até a Avenida Joaquim Nelson. No bairro Marquês, o ponto de partida acontece na praça principal do local. As Ruas 1° de Maio, Anísio de Abreu, o Buraco do Metrô até a Avenida Petrônio Portela serão percorridos e “faxinados”. A concentração na zona Leste acontece na Praça Rua Pedra Branca. As equipes de limpeza percorrerão Rua Genoveva, Rua Santana, Rua Meridiano, Rua Salito e Vila Cidade Jardim.

Fonte: Portal MN