Segundo pesquisa, pessoas com autismo estão morrendo mais cedo

Epilepsia e suicídio foram as duas causas principais de morte

Segundo uma pesquisa feita por cientistas da Suécia, pessoas com autismo estão morrendo décadas antes da média da população.

Eles analisaram dados de 27 mil pessoas com autismo e os compararam com quase 3 milhões de adultos sem a condição.

Os cientistas constataram que os adultos com o diagnóstico de autismo morreram, em média, 16 anos antes dos membros da população geral.

Epilepsia e suicídio foram as duas causas principais de morte precoce de autistas. A organização beneficente britânica Autistica prometeu levantar 10 milhões de libras para lançar um programa de pesquisas sobre as estatísticas, descritas como “vergonhosas”.

Segundo pesquisa, pessoas com autismo estão morrendo mais cedo  (Crédito: Reprodução)
Segundo pesquisa, pessoas com autismo estão morrendo mais cedo (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do Brasil Post