Sem alicate e lixa, salão oferece tratamento com peixe-pedicure

Animais, que não possuem dentes, retiram as células mortas dos pés.

Que tal ir ao salão de beleza para enfeitar os pés sem o auxílio de alicates, tesouras e lixas? Em Porto Alegre, isso já é possível. Vindos direto da Turquia e abrigados em aquários especiais, os peixes Garra Rufa ajudam no tratamento da pele e têm despertado a curiosidade de clientes que frequentam o estabelecimento em um shopping da capital do Rio Grande do Sul.


Sem alicate e lixa, salão oferece tratamento com peixe-pedicure

Também conhecidos como peixes-pedicure, os animais fazem uma pequena sucção nos pés dos clientes, retirando as células mortas. ?É indolor. No início, causa um formigamento, mas logo passa e aí vem o relaxamento?, explicou Vana Tórgo, responsável pela técnica no Hugo Beauty.

Sem hesitar, a empresária Taís Hens sentou no banco em frente ao aquário e colocou os pés na água. Os peixes se aproximam imediatamente. Depois dos 15 minutos de relaxamento, ela afirmou estar surpreendida. ?É bem suave. E fica macio mesmo?, garantiu.

O salão de beleza possui dois aquários com cerca de 100 peixes cada. Antes do tratamento, os pés são higienizados com água e álcool. O cuidado com o esmalte também é necessário. As unhas devem ser pintadas 48 horas antes do processo. Outra opção é fazer a esfoliação com os peixes e depois escolher a cor para a pintura. Os animais são alimentados duas vezes por dia, com ração própria. Segundo Vana, 10 litros de água, em média, são trocados diariamente. A temperatura também é agradável aos clientes ? é mantida entre 28 e 29 graus.

A administradora do estabelecimento, Gabriela Niederauer, pensava em importar a técnica há mais de um ano. A ideia veio depois de uma viagem da filha para a Turquia. ?Ela notou que os pés ficaram muito mais macios. Quando me contou, na hora eu pensei em trazer?. Os Garra Rufa, que medem até 10 cm e vivem cerca de seis anos, se reproduzem com facilidade em lagos do Oriente Médio. A exploração comercial do animal é protegida por lei no país turco. No exterior, ele é bastante utilizado para o tratamento da psoríase (doença inflamatória da pele). Para essa finalidade, o cliente entra com todo o corpo em uma piscina.

Em Porto Alegre, o processo de limpeza dura de 15 a 30 minutos e os valores vão de R$ 25 a R$ 45. Por ser novidade, a técnica ainda encontra resistência de alguns clientes. A procura dos homens pelo tratamento, no entanto, surpreendeu. ?Como a maioria deles tem calos e pele mais grossa, o tratamento funciona muito bem?, relata Gabriela.


Sem alicate e lixa, salão oferece tratamento com peixe-pedicure

Sem alicate e lixa, salão oferece tratamento com peixe-pedicure

A partir da próxima semana, o estabelecimento vai inaugurar o Spa dos Pés, com mais dois aquários, em outra sede em Porto Alegre. Já famosa em diversos países, a aposta é que a técnica encante também aos brasileiros. "Dá uma sensação de cócegas inicial, uma sensação curiosa, de deixar o peixe pegar o pé.

Depois a gente sente um relaxamento. A gente se desliga de tudo", elogia a relações públicas Luciana Brambilla.

Fonte: G1