Sem apoio, Orquestra Sinfônica Brasileira pode ser extinta

Músicos da orquestra estão há 7 meses sem salários

Sem receber salários há sete meses, os integrantes da Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB) organizam dois concertos neste fim de semana, no Rio de Janeiro. O objetivo é arrecadar fundos para os músicos. Pela primeira vez, após 77 anos de existência, a Orquestra corre o risco de acabar porque perdeu patrocinadores e o apoio do Governo Federal.

Neste sábado (3), a apresentação acontece na sala Leopoldo Miguez, na Escola de Música da UFRJ, às 17h. A contribuição da entrada é livre, o público paga o quanto puder. No domingo (4), o concerto acontece na Sala Cecília Meireles, também às 17h, com entrada custando R$ 50 (inteira). Todo valor arrecadado pelas bilheterias será destinado aos músicos.

Músicos da Orquestra Sinfônica Brasileira fazem espetáculo para dividir o dinheiro da bilheteria, (Crédito: Reprodução)
Músicos da Orquestra Sinfônica Brasileira fazem espetáculo para dividir o dinheiro da bilheteria, (Crédito: Reprodução)

"Os músicos estão em uma situação dramática, pessoal. Com contas atrasadas, CPFs sujos. Com problemas que qualquer um passa quando não recebe salário", destacou o violinista e presidente da comissão de músicos da orquestra, Nikolay Sapoundjiev.

Desde 1940, quando foi fundada, a Orquestra Sinfônica Brasileira já realizou mais de cinco mil concertos. A crise financeira que atinge o país e o Rio de Janeiro fizeram sumir os patrocínios que ajudavam a sustentar os músicos.

"É um momento que estamos dando as mãos e com a maior energia para levar essa música maravilhosa para o público e como sensibilidar a iniciativa privada", contou Roberto Tibiriça, ex-maestro da OSB.

Fonte: Com informações do G1