Senador apresenta projeto que obriga detento pagar suas despesas

Cada preso no Brasil custa entre R$ 2,7 mil e R$ 3 mil por mês

O senador Waldemir Moka (PMDB-MS) apresentou no início deste mês um projeto de lei que promete gerar polêmica. O PL 580/2015 sugere que todo detento que tiver condições financeiras pague durante o seu período atrás das grades.

Image title

“Nosso sistema penitenciário tem um monte de dificuldades, além da superlotação. Então eu acho que aquele que for preso e tiver condição financeira, ele tem que pagar a estadia dele, a manutenção. Isso custa caro, a manutenção de um preso”, disse.

O parlamentar propõe no projeto que a Lei 7.210, de 11 de julho de 1984 (a Lei de Execução Penal) seja alterada, a fim de combater justamente a falta de recursos que torna a gestão das cadeias no Brasil bastante complexa e difícil – conforme constatou, mais uma vez, a recente CPI do Sistema Carcerário, encerrada no início de agosto na Câmara dos Deputados.

Cada preso no Brasil custa entre R$ 2,7 mil e R$ 3 mil por mês, conforme variação de Estado para Estado no País. Para Moka, além de melhorar as finanças do governo, a sua proposta, se aprovada, pode ser pedagógica para os detentos. O projeto do senador já foi enviado à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, onde aguarda por emendas.

Fonte: Com informações do Brasil Post