Serial killer ameaça detentos de presído onde está preso

Em novo depoimento, ele alterou o número de mortes em que estaria envolvido.

O vigilante Tiago Henrique Gomes da Rocha, 26 anos, ameaçou detentos da unidade na qual está preso no Complexo Penitenciário situado em Aparecida de Goiânia, na região metropolitana de Goiânia. Em novo depoimento, ele alterou o número de mortes em que estaria envolvido.

O suspeito, que está preso em uma ala de segurança máxima no maior presídio de Goiás, diminuiu o número de vítimas de 39 para 29. Segundo a polícia, esta é uma estratégia das novas advogadas. A investigação apontou para mais um caso que não estava na lista: a morte de Rafael Carvalho Gonçalves, de 22 anos, assassinado em fevereiro do ano passado, com um tiro no peito. Essa morte é parecida com outras confessadas pelo suspeito.

A polícia também descobriu que em um dos crimes confessados pelo vigilante, a vítima foi esfaqueada, mas sobreviveu. Os policiais também vão reforçar a investigação de outro caso fora do padrão do matador em série. O criminoso teria recebido dinheiro para matar um comerciante, a pedido da mulher do empresário.

Rocha está detido em uma cela individual. Ele não pode ver ninguém, mas consegue ouvir e ser ouvido pelos colegas da ala de segurança máxima. Ao chegar lá, ele teria gritado que continuaria matando lá dentro.

Mas ficou quieto quando foi ameaçado pelos outros detentos. Ele ainda vai passar por exames de sanidade mental, mas a polícia acredita que ele tenha consciência dos seus crimes.


 

Fonte: r7