Serra compara petistas aos "porquinhos tiranos" de Orwell

"A Revolução dos Bichos", de George Orwell, foi citado por Serra numa analogia com petistas

O candidato do PSDB à presidência da República, José Serra, comparou os petistas, partido de sua adversária Dilma Rousseff, aos "porquinhos tiranos" do romance alegórico "A Revolução dos Bichos", de George Orwell, que faz uma analogia ao stalinismo na União Soviética. O tucano também acusou os oponentes de serem "uma máquina de produzir mentiras": "profissionais, mestres, doutores e livre docentes em mentira. São de uma capacidade incrível".

O livro narra uma história de corrupção e traição e recorre a alegorias de animais para satirizar o stalinismo russo. "Eu me esforço muito para discutir coisas que fiz e que vou fazer", disse o tucano, para depois acrescentar que é vítima de "mentiras surpreendentes".

O candidato voltou a reforçar ser importante um debate sobre valores, além de políticas, obras e realizações e elencou os cinco valores que considera serem principais: verdade, honestidade, liberdade e democracia, solidariedade e justiça. Foi ao falar deste último valor que Serra comparou o PT aos "porquinhos" do livro "A Revolução dos Bichos".

"Os animais de uma fazenda se rebelaram, tomaram o poder e expulsaram o fazendeiro que era muito cruel. Os chefes da rebelião foram os porquinhos e escreveram na torre do moinho: "todos os animais são iguais". Mas os porquinhos foram virando tiranos. Eles adestraram os cachorros e foram instaurando uma ditadura na fazenda. Num determinado dia, apareceu no moinho: "todos os animais são iguais, mas os porquinhos são mais iguais do que os outros". É o que o PT gostaria de escrever. Todos são iguais perante a lei, mas os petistas são mais iguais do que os outros", afirmou Serra.

Fonte: AE/G1