Serviço com consciência e sustentabilidade

Serviço com consciência e sustentabilidade

Há doze anos instalada em Teresina, a empresa Terelina vem fazendo um trabalho que reúne conscientização social e preservação do meio ambiente.

Quem entra nos supermercados de Teresina dificilmente passa despercebido por um quiosque da Terelina. Instalada em praticamente todos os supermercados da cidade, a empresa fornece massa de pizza para grandes e pequenas redes e até mesmo a pequenos comerciantes.

A empresa tem origem em Petrolina (PE), mas instalou a fábrica em Teresina em 2000. Em uma década expandiu o seu negócio para cinco Estados brasileiros e aumentou em três vezes a sua produção, gerando mais de cem empregos diretos.

?Há 15 anos já fornecíamos o serviço para o Piauí e vimos aqui um mercado bastante promissor. Esse serviço já era feito nesses moldes em outras cidades e víamos a necessidade de instalar em Teresina. Chegamos em 2000, alugamos uma casa e inauguramos ali a fábrica?, explica Pedro Silva, diretor financeiro da empresa.

A Terelina iniciou suas atividades na mesma casa onde moravam, na zona Leste da cidade. Hoje, a fábrica possui toda uma estrutura industrial e ganhou sede própria, instalada em um prédio na zona Sudeste.

O aperfeiçoamento da produção veio com o tempo. O trabalho manual recebeu apoio de um maquinário sofisticado; os profissionais passaram por treinamentos e foi necessário aumentar o número de profissionais para atender a demanda.

No início, a Terelina contava com apenas cinco funcionários na fábrica. Hoje conta com 45 colaboradores apenas na cidade de Teresina. Ao todo são 110 pessoas trabalhando nas áreas de produção, departamento comercial, administrativo e logística, distribuídos pelos Estados do Piauí, Ceará, Maranhão, Bahia, Pernambuco e Tocantins.

As 1800 pizzas produzidas diariamente no início da empresa, hoje deram lugar a uma média de 6 mil, ou seja, uma produção três vezes maior. ?Produzíamos as massas manualmente e levávamos ao depósito do supermercado próximo à nossa casa. Eram tão poucas, que dava para levar na cabeça?, lembra Rossana Masstalerz, proprietária da Terelina.





A expansão das redes de supermercados em Teresina e em todo o Piauí contribuiu bastante para o aumento da produção. Isso agregado às necessidades de consumo, fez com que o trabalho da Terelina crescesse bastante. A qualidade do produto e do serviço e a qualificação profissional sempre foram prioridades da empresa que tem um rígido controle de qualidade para oferecer o melhor ao cliente.

?Hoje todo cliente quer praticidade, quer ter mais tempo pra fazer outras coisas e nós temos o objetivo de vender o produto e vender qualidade de vida?, completa Rossana Masstalerz, proprietária da empresa.

Saco de farinha se transforma em sacolas recicláveis



Para a produção diária das mais de nove mil pizzas são utilizados cerca de 900 kg de farinha de trigo. Após serem utilizadas, a embalagem da matéria-prima, muitas vezes, acaba ficando inutilizada, acumulando em um depósito ou até mesmo tendo como destino final o lixo. Mas uma ideia já bastante difundida de reutilizar o material foi uma solução para o problema.

Regina da Silva é esposa de um dos funcionários da empresa e estava há algum tempo à procura de um lugar para trabalhar. Embora fizesse alguns trabalhos de costura, foi através da ideia de confeccionar sacolas recicláveis que fez com que sua vida voltasse a melhorar. Há um ano Regina produz sacolas para a empresa que servem de brinde para os clientes nos supermercados. Com cada saco de farinha de 50 kg é possível produzir duas ecobags.

?Rossana me propôs porque eu já costurava e ela comprou a máquina com o dinheiro dela e disse para que eu pagasse depois, com os sacos de farinha de trigo e de TNT. Assim, consegui terminar minha casa e pagar as contas que estavam pendentes. Isso me ajudou muito porque conseguir trabalho hoje em dia está difícil?, explica.

O serviço de pintura da logomarca da Terelina é feito por outro profissional. Com isso, uma simples ideia trouxe oportunidades de emprego para pessoas como Regina, garantiu a qualidade do meio ambiente e gera a conscientização a todos que utilizam o serviço da Terelina.

?Hoje, cerca de 70% dos sacos de farinha de trigo nós reciclamos e eles são usados como brinde aos nossos clientes.

Todo mundo gosta e também acabamos contribuindo para preservar o meio ambiente?, afirma Rossana Masstalerz.

Reuniões de grupo desenvolvem o autoconhecimento



A preocupação com os funcionários vai além do trabalho em si. Com o objetivo de proporcionar um momento de reflexão e mostrar a importância do diálogo, questões de suma importância dentro e fora da empresa, a Terelina desenvolveu entre os seus colaboradores o que eles chamaram de ?Programa 30 Minutos?. Uma vez por semana, durante meia hora é realizada uma reunião com os colaboradores, onde levam um tema importante para discussão e reflexão.

?A gente sempre procura trazer coisas do dia a dia, para que eles reflitam e possam levar não só para a vida aqui no trabalho, mas para a vida pessoal. Isso tem trazido muitos resultados positivos?, explica Elane Cristina, coordenadora administrativa da Terelina.

Qualidade da produção parte do cuidado com os próprios funcionários



Até que as massas de pizza cheguem a seu destino final a produção passa por uma série de processos, desde a produção da massa até o empacotamento, acondicionamento e distribuição. Mas o cuidado para que o produto chegue com qualidade à casa do consumidor parte de uma questão importante, que é uma das prioridades da empresa: a higiene.

Todos os funcionários precisam entrar de touca e roupas apropriadas para iniciar o trabalho de produção, controle que é feito através do próprio fardamento. Eles possuem três fardas distintas para serem usadas em dias alternados:

segunda e quarta, terça e sexta e quarta e sábado. A distinção está na camisa, método que tem dado certo e garantido o controle da higiene dos profissionais entre eles mesmos.

?Temos um rígido controle sanitário. Todos os funcionários, quando chegam aqui eles têm que tomar banho. Muitos vêm de moto, de ônibus e para que a gente siga as regras de boas práticas de fabricação fazemos esse controle com o fardamento?, explica Rossana Masstalerz.

No processo de produção, o controle de qualidade também passa por uma rígida avaliação. São três profissionais que atuam nessa área, dois na área de engenharia de produção e todo produto também possui controle em lotes.

?Tiramos os lotes de produção para que tenhamos uma contraprova. Caso haja algum problema em um lote, seja possível recolher o material sem prejuízos ao consumidor?, explica a empresária.

Empresa que investe em seus empregados



Elane trabalha há seis anos na empresa e foi lá onde conseguiu o primeiro emprego. Entrou como estagiária e hoje é quem coordena toda a área administrativa. Assim como a oportunidade de crescimento profissional dentro da própria empresa, a Terelina também tem a grande preocupação de regularizar seus colaboradores.

?A Terelina preza por tratar bem o funcionário. Temos aqueles que estão desde o início, pessoas que entraram como estagiários e hoje estão em funções grandes dentro da empresa. Mais de 80% dos nossos funcionários tiveram carteira assinada pela primeira vez aqui na Terelina. Isso é uma prova de que a empresa valoriza os recursos humanos e isso faz com que ele esteja pronto para o mercado de trabalho como um todo?, afirma Pedro Silva, diretor financeiro da empresa.

?Eu acho que isso é primordial. A empresa busca criar não apenas profissionais, mas cidadãos. O funcionário que sai daqui sai uma outra pessoa?, explica Elane.

Fonte: Francisco Lima e Virgínia Santos