Federais dizem que greve vai continuar mesmo com proposta

Federais dizem que greve vai continuar mesmo com proposta

Governo propôs 15,8% de reajuste nesta sexta.

Os servidores da Polícia Federal vão continuar em greve, independente da proposta do governo de 15,8% de reajuste apresentada nesta sexta-feira (17). A informação é do diretor de estratégia sindical, Paulo Paes. Segundo ele, os diretores da Fenapef (Federação Nacional do Policiais Federais) fizeram uma videoconferência no início da tarde e decidiram manter o movimento.

? A greve continua. Não estamos brigando por aumento. Queremos valorização através das atribuições devido à complexidade da categoria e da questão do nível superior. Essa proposta não vai ser aceita. Fizemos uma conferência e ficou definido pela continuidade da greve.

O governo federal propôs um reajuste de 15,8%, a ser concedido ao longo de três anos, aos delegados e peritos da PF. Ao contrário de agentes, escrivães e papiloscopistas, eles não paralisaram as atividades, mas estão mobilizados, e parte da categoria já aprovou indicativo de greve. A informação sobre o percentual de reajuste foi divulgada por representantes das associações nacionais de delegados e peritos.

Paes disse ainda que um núcleo da Fenapef está estudando um recurso contra a decisão judicial que proibiu operações-padrão das Polícias Federal e Rodoviária Federal.

? Se tivermos que cumprir, vamos cumprir. Mas não fomos notificados ainda e estamos questionando o STJ se ele vai nos proibir de fazer um trabalho eficiente. É um direito constitucional.

Na última quinta-feira (16), o ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Napoleão Nunes Maia Filho, concedeu uma liminar pedida pela AGU (Advogacia-Geral da União) para considerar ilegal a operação-padrão da PF sob pena de multa diária de R$ 200 mil em caso de infração. A mobilização de agentes da PF em aeroportos intensificando a checagem de documentos e bagagens em protesto provocou filas enormes e atraso nos voos.

Fonte: R7, www.r7.com