Servidores do DNIT em greve fazem panfletagem em THE

O movimento foi realizado como forma de protesto pela falta de diálogo com o governo federal

Depois de 45 dias em greve, servidores do Departamento Nacional de Infraestrutura dos Transportes - DNIT - realizaram panfletagem na manhã de ontem no cruzamento das Avenidas João XXIII e Nossa Senhora de Fátima.

O objetivo dessa ação é conscientizar a sociedade da importância do órgão e do movimento grevista, que se prolonga, devido a falta de avanços com o governo federal.

O DNIT é responsável 56.000 km de rodovias, 25.559 km de ferrovias, 27.420 km de vias navegáveis, que constantemente passam por obras de construção ou manutenção que são prejudicas com a greve.

Os 2.537 servidores em greve frisam no panfleto que de 2006 até hoje, que a cada R$5,00 investidos no Brasil, R$ 1,00 é de responsabilidade do DNIT. Eles mostram que esse valor equivale a R$ 9 milhões em investimentos.

Eles destacam que mesmo com essa responsabilidade existem poucos servidores e seria necessário a contratação de cerca de 3.000 funcionários para que o órgão realizasse o atendimento ideal.

A servidora do DNIT, Tailândia Maia, informa que o último reajuste foi em 2008 e as negociações com o governo não evoluíram. ?O governo continua oferecendo a mesma coisa do ano passado, 15,8 % em três anos?, disse.

Tailândia afirma que a revindicação da categoria é reestruturação das carreiras e uma melhoria salarial que se equipare aos tribunais e agências, como a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), que exerce funções semelhantes e ganha 40 % a mais que os servidores do DNIT, que querem pelo menos um aumento de aproximadamente 25% até 2015.

Tailândia explica que a greve tem atrasado as metas do PAC que estão se prolatando. Ela informa que para o mês de junho, cerca de 1,5 bilhões de pagamentos deveriam ter sido efetuados.

No entanto, foi pago apenas 40 milhões, pois as empresas contratadas na licitação só recebem de acordo com parecer dos fiscais do DNIT, que estão em greve.

Ela afirma ainda que por não estar cumprindo o órgão se usa de manobras para desmobilizar a greve, como a Instrução de Serviço 09, que dispensa a fiscalização dos servidores as obras realizadas pelas empresas e autoriza que os pagamentos sejam realizados com a fiscalização de uma empresa de consultoria privada, contratada pela construtora responsável pela obra.

Fonte: Vicente de Paula