Servidores do HUT cruzam os braços na terça-feira (04)

Servidores do HUT cruzam os braços na terça-feira (04)

Com a paralisação, setores como centro cirúrgico e diagnóstico de laudos podem ficar sem funcionar.

Os assistentes técnico-administrativos e auxiliares de administração do Hospital de Urgência de Teresina (HUT) decretaram a paralisação de advertência ontem (30). Uma manifestação está prevista para acontecer na próxima terça-feira, dia 4, em frente ao prédio da Fundação Municipal de Saúde. Com a adesão dos servidores, cerca de 100 unidades de atendimento em todo o município podem parar.

Com a paralisação, setores como centro cirúrgico, raio-X, diagnóstico de laudos, nutrição, manutenção, faturamento e diretorias podem ficar sem funcionar. A classe protesta os descontos efetuados nos contracheques, a incorporação do vale-transporte eletrônico e as péssimas condições de trabalho dentro dos hospitais.

Segundo a classe, os problemas com a folha de pagamento se agravaram em junho deste ano, após um reajuste que propôs menos de um salário mínimo como salário base dos assistentes e auxiliares. ?Houve também outros cortes e a retirada da complementação especial?, afirma Fernando Lacerda, servidor do HUT. Apesar de serem cobrados por produção, prazos e procedimentos, os assistentes e auxiliares dizem não receber produtividade.

Outra queixa diz respeito à mudança do vale-transporte de papel para o passe eletrônico. ?Isso prejudicou muitos servidores que utilizam transporte particular, que agora não podem vender os vales?, diz Fernando. ?Além disso, os passes são creditados no cartão com muito atraso. Muitos funcionários estão há três meses sem receber?, afirma Paulo Reis, do Sindserm ? Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Teresina.

Na última sexta, o sindicato enviou um ofício anunciando a paralisação ao presidente da Fundação Municipal de Saúde, mas ainda não obteve nenhuma proposta de acordo. ?A partir de segundafeira estaremos convocando todas as unidades, de todos os municípios para aderir à greve?, informou Fernando.

Fonte: Jornal Meio Norte