Servidores do Poder Judiciário do Piauí deflagram greve

Em nota divulgada por Carlos Eugenio de Sousa, presidente do SINDSJUS/PI, o não cumprimento da decisão implica “graves embaraços à justiça”.

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTA SEXTA-FEIRA (13) DO JORNAL MEIO NORTE

Por: Lucrécio Arrais

Os servidores do Poder Judiciário do Estado do Piauí decidiram deflagrar greve por tempo indeterminado após assembleia realizada no dia 6 de fevereiro. A paralisação tem início a partir da zero hora do dia 23 de fevereiro. A informação é do Sindicado dos Servidores do Poder Judiciário do Estado do Piauí (SINDSJUS/PI).

A decisão fomentou-se a partir da recusa da Administração do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí em cumprir decisão da Comissão de Orçamento do TJ-PI e do Tribunal Pleno do TJ-PI, que atenuaria as condições de trabalho e subsistência dos servidores. Em nota divulgada por Carlos Eugenio de Sousa, presidente do SINDSJUS/PI, o não cumprimento da decisão implica “graves embaraços à justiça”.

Os serviços judiciários de todo o estado funcionarão com o número mínimo de funcionários.“A greve será realizada no âmbito da justiça estadual piauiense de primeiro e segundo grau de jurisdição, ocorrendo a paralisação parcial dos serviços, sendo mantido em atividade tão somente o número mínimo necessário de servidores”, explica Carlos Eugênio.

Fonte: Lucrécio Arrais