Servidores municipais podem acabar hoje greve em THE

Após uma audiência mediada pelo Ministério Público Estadual entre os servidores municipais grevistas e representantes da Prefeitura de Teresina

A greve dos servidores públicos municipais de Teresina poderá chegar ao fim nesta quarta-feira. Os rumos do movimento serão definidos hoje, durante assembleia geral da categoria. O final da paralisação foi sugerida durante audiência pública de conciliação, que aconteceu na última terça-feira, entre grevistas, representantes da Prefeitura Municipal de Teresina e do Ministério Público do Estado.



A greve já dura mais de 40 dias e foi declarada ilegal no dia 25 do mês passado, pelo desembargador Fernando Carvalho Mendes, do Tribunal de Justiça, que deu um prazo de 72 horas para os servidores voltarem ao trabalho.

Muitos deles, no entanto, continuam de braços cruzados. Com isso, hospitais, escolas e vários outros setores continuam parados na capital.

Durante a audiência pública, além do final da paralisação, uma série de medidas foram propostas para por fim ao impasse entre prefeitura e grevistas. Dentre elas está o reembolso da quantia que seria descontada do salário dos servidores parados. Há ainda a proposta da criação de uma comissão paritária para discutir o reajuste salarial da categoria, retroativo a março e superior à inflação. Por outro lado, foi proposta também a reposição dos dias parados durante o movimento grevista.

As propostas serão apresentadas tanto ao prefeito Firmino Filho, quanto aos grevistas para que eles decidam se aceitam ou não o acordo. A decisão dos servidores deverá sair na manhã de hoje, durante a assembleia geral, que acontecerá na Praça da Bandeira, a partir das 8h. Já Firmino Filho deverá se reunir com os secretários, que estiveram presentes na reunião com os grevistas, para também tomar sua decisão.

A decisão tanto do poder público municipal como dos servidores será exposta durante reunião, que acontece hoje, às 16h, na Procuradoria Geral de Justiça. Daí sairá a definição oficial sobre o fim ou continuidade da paralisação dos servidores.

Estiveram presentes na audiência pública de ontem, além de representantes do comando de greve e do promotor Fernando Santos, representando o Ministério Público, os secretários municipais de Governo, Luciano Nunes; de Finanças, Adimilson Lustosa Filho; de Administração Sérgio Honório; e o procurador do município, Charlles Max.

Fonte: Pollyana Carvalho