Servidores municipais suspendem greve após Elmano pedir ilegalidade

A suspensão do movimento foi uma maneira de abrir mais canais de negociação com a Prefeitura

Os servidores decidiram suspender a paralisação por 15 dias. A greve já durava um mês e atingiu serviços de atendimentos em hospitais e escolas da capital piauiense.

De acordo com o Sindicato dos Servidores Municipais de Teresina (Sindserm), a suspensão do movimento foi uma maneira de abrir mais canais de negociação com a Prefeitura.

Contudo, o secretário municipal de Governo, João Henrique Sousa, informou que o aumento solicitado pela categoria de 47% é inviável e que devido ao esgotamento de todas as negociações foi pedido a ilegalidade do movimento grevista.

Os servidores informaram, entretanto, que a suspensão da greve será uma forma de negociar outros 35 pontos de reivindicação da categoria.

Fonte: Portal Meio Norte, www.meionorte.com