Sesapi vai abrir processo contra motorista bêbado; veja

A decisão da Sesapi se deu com a confirmação do laudo do Instituto Médico Legal (IML)

O servidor Wagner José, 44, da Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi) que provocou o acidente desta terça-feira, 25, envolvendo 13 veículos na Avenida Maranhão, em Teresina, será processado administrativamente pelo órgão para apuração da sua conduta.

A informação foi repassada pela Sesapi após o Instituto Médico Legal (IML) divulgar o laudo nesta terça-feira, 25, que confirmou que o motorista estava em completo estado de embriaguez.



O veículo utilizado por Wagner era uma caminhonete Frontier, de placa oficial.

A Sesapi assegura que a postura, que não condiz com as boas práticas do serviço público, foi intolerante, mas confirma que o motorista sofre de diabetes severa.

De acordo com informações de familiares e colegas de trabalho, o servidor havia passado mal por conta dos efeitos do uso constante de medicamentos controlados para diabetes.

O laudo, divulgado na noite desta terça-feira, aponta para uso abusivo de álcool, provocando sua desorientação e redução dos reflexos e com a coordenação motora prejudicada. Wagner José foi acusado de ter provocado uma colisão em série.

Testemunhas apontam que o motorista teria colidido em um veículo e tentado fugir, quando bateu em outros carros que estavam à sua frente. Wagner foi levado para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT), para exames de verificação do seu estado de saúde, mas nada foi constatado. Em seguida, o motorista foi detido e conduzido para a Central de Flagrantes.

Após o ocorrido a Sesapi emitiu uma nota com a seguinte informação:

?Com relação ao acidente na tarde de hoje (terça-feira), em Teresina, envolvendo um motorista da Secretaria de Estado da Saúde, a Coordenação de Transporte do órgão informa que o servidor passou mal enquanto guiava o veículo, possivelmente por complicações de uma Diabetes severa. Ele foi levado para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) inconsciente, onde passará por uma bateria de exames. Sobre os prejuízos causados aos motoristas, a Sesapi aguarda o resultado da perícia para tomar as providências?.

Os veículos mais avariados foram o Gol de Raffael Silva Cunha que ficou atravessado na avenida Maranhão e com o porta malas e o parachoque traseiro destruídos; o Logan NIB 1967 que foi o mais atingido pela Frontier, na segunda colisão e outro gol de placa NII 4080 do motorista da SDU Sul (Superintendência de Desenvolvimento Urbano) Franciomar dos Santos Moraes que ficou atingido também na traseira.























Fonte: Denison Duarte