Setut não se manifesta sobre edital de licitação de transporte público de Teresina

Setut não se manifesta sobre edital de licitação de transporte público de Teresina

A rotina está resumida a constantes reuniões

Desde a divulgação das regras para a concorrência do transporte público, o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (Setut) se recolheu e sua rotina está resumida a constantes reuniões. Até o momento não há emissão da sua opinião sobre o edital lançado nesta quarta-feira, 22.

A frota está subdividida em quatro lotes: o primeiro com 104 ônibus, compreendendo a zona norte; segundo e terceiro lotes com 134 ônibus, compreendendo as zonas leste e sudeste; e o quarto, que compreende a zona sul, com 124 ônibus.

Ônibus quebrados são comuns no centro de Teresina. Enquanto não se tem uma solução definitiva para o problema e a concorrência não acontece, situações semelhantes continuam a acontecer no cotidiano do teresinense.

Procurado pela Rede Meio Norte na manhã desta quinta-feira, 23, o Setut não quis se pronunciar sobre o assunto, mas o público continua a fazer suas queixas.

?Poderá melhorar se houver uma fiscalização mais rígida por parte da Prefeitura de Teresina?, afirmou um usuário ao apontar como melhorias a aquisição de ônibus novos e recuperação das vias de acesso.

?Falta coletivos! No bairro onde moro tem apenas um ônibus, que é o Promorar Santa Cruz?, afirmou um morador do bairro Santo Antonio, zona Sul de Teresina.

?Isso é desumano! Nas paradas, a sombra é somente da cintura para cima. Da cintura para baixo o sol queima mesmo! Sempre que venho de ?ônibus é muito complicado?, disse um trabalhador.

?É falta de organização! É administração que não estamos tendo para os coletivos?, afirmou um aposentado.

?Nós vivemos sofrendo muitos constrangimentos! Nós não temos transporte coletivo em nossa cidade para suprir nossa necessidade, sem contar que estamos pagando passagens caras e as autoridades não tomam uma providência sequer. Na minha opinião, a licitação resolve, depende de como vai ser escolhida a empresa?, completou uma dona de casa.

Fonte: Denison Duarte