Sílvio Leite e outros secretários de turismo entregam documento ao presidente Lula

Ministro do Turismo lançou a campanha “Se você é brasileiro, tá na hora d

Os secretários de Turismo do Nordeste reuniram-se na terça-feira (2), no Hotel Recife Palace, na capital pernambucana, para discutir a questão da malha aérea regional, a redução de impostos do combustível usado na aviação, investimentos na promoção dos destinos e a facilitação de entrada de turistas estrangeiros no Brasil.

De acordo com o secretário de Turismo do Piauí, Sílvio Leite, durante reunião com o ministro Luiz Barreto foi elaborado um documento que será entregue ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante o IX Fórum de Governadores do Nordeste que também acontece nesta terça-feira, em Recife.

?Ficou muito clara a necessidade dos estados nordestinos fortalecerem a aviação regional. Os turistas têm dificuldade para chegar às principais capitais. Queremos também uma redução nos impostos sobre o combustível usado na aviação, que possamos investir na promoção dos destinos e que o visto dos turistas estrangeiros seja facilitado para termos um incremento no número de visitantes ao Nordeste?, disse Sílvio Leite.

Durante a reunião dos secretários, o ministro do Turismo lançou a campanha ?Se você é brasileiro, tá na hora de conhecer o Brasil?, inspirada no Programa Viaja Piauí, lançado em abril deste ano pela ABAV/PI e Secretaria de Turismo do Piauí, que incentiva o piauiense a conhecer o Estado.

A campanha Tá na hora de conhecer o Brasil foi iniciada com exposições fotográficas nos principais aeroportos e o destino apresentado do Piauí é o Parque Nacional da Serra da Capivara, em São Raimundo Nonato.

O ministro Luiz Barreto disse que no momento de crise o turismo no Brasil sai fortalecido, já que os brasileiros poderão fazer viagens nacionais ao invés de internacionais.

O Fórum de Governadores foi aberto pelo governador Eduardo Campos e em seguida o presidente Lula fez uma explanação. Também participam do encontro a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, e o ministro da Saúde, José Gomes Temporão.

Fonte: Setur/Piemtur