SISU atrai e traz alunos de 24 Estados e do DF para o Piauí

Pelo menos 1.175 calouros virão de outros Estados para estudar nas universidades públicas do Piauí

O vaivém dos aprovados no último ENEM, proporcionado pelo Sistema de Seleção Unificado (SISU), vai trazer pelo menos 1.175 calouros de outros Estados para as universidades públicas do Piauí. O total de novos matriculados, incluindo os estudantes que permaneceram aqui, soma 7.596 calouros.

No Piauí, a maioria dos calouros de outros estados são do Maranhão, somando 621 estudantes ?forasteiros?. O Ceará aparece em segundo lugar, com 225 estudantes vindos daquele Estado para as universidades públicas piauienses, que vão receber alunos de 24 unidades da federação do Brasil, além do Distrito Federal. A única exceção é o Acre, pois não tem nenhum calouro migrando de lá.

Com relação ao número de estudantes do Piauí que migraram para cursar o ensino superior em outros estados, o índice é bem menor. Ao todo, 187 calouros devem se mudar para 21 unidades da federação do Brasil e para o Distrito Federal.

O Maranhão é o Estado que vai receber a maioria dos calouros do Piauí, um total de 62. O Ceará é o segundo que mais recebe piauienses, somando 48 estudantes. As universidades públicas de Rondônia, Roraima, Sergipe e Espírito Santo não receberam nenhuma matrícula de novos universitários piauienses.

Roraima recebeu apenas um calouro de outros estados, Amapá teve sete estudantes ?forasteiros? e Sergipe, 12.

Essas foram as unidades da federação que menos receberam matrículas de novos universitários vindos de outras localidades. Em contrapartida, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul foram os estados que mais receberam calouros de fora: 2.437, 1.911 e 1.413, respectivamente.

Em todo o Brasil, 15.671 jovens vão estudar fora do seu estado de origem. Pelo menos um terço desses estudantes irá para estados que não fazem limite com o seu local de moradia. O levantamento foi realizado pelo Ministério da Educação A mobilidade dos novos universitários alcançou índice de 13% este ano.

Já foram realizadas 118.996 matrículas em 101 instituições pelo país. Durante as inscrições, foram oferecidas 129 mil vagas. Quase 2 milhões de pessoas se inscreveram no processo.

Fonte: Nayara Felizardo