Só a Zona Sul de Teresina tem 28 lixões clandestinos; número na Z.Leste é maior

Só a Zona Sul de Teresina tem 28 lixões clandestinos; número na Z.Leste é maior

Para conseguir diminuir esse número, a prefeitura quer cadastrar os carroceiros da cidade

O superintendente da SDU Sul, Edson Melo, informou que continuam os

planos da Prefeitura da Capital no sentido de cadastrar os carroceiros da cidade, fazendo com que possuam uma identificação ? que pode inclusive vir no formato de uma placa de registro na carroça. ?É uma sugestão que temos para fazer um controle e saber quais carroceiros jogam entulho em locais não permitidos. Não se trata de tirar o meio de vida dos carroceiros, mas apenas fazer uma fiscalização mais eficiente?, disse Melo.

De acordo com o superintegrande quantidade de locais utilizados inadequadamente para o depósito de lixo e entulho. Na contagem da SDU, são 28 lixões clandestinos só na zona Sul de Teresina, entre ruas pouco movimentadas e terrenos baldios.

?Na zona Leste o número é ainda maior?, adverte Melo. Melo estima que haja aproximadamente 100 locais usados como lixões irregulares em toda a capital. Na manhã de quinta (25), visitamos um dos mais conhecidos da zona Sul ? o lixão da Rua B, no Distrito Industrial. No momento, algumas

pessoas jogavam lixo no local.

Agora, a tarefa da PMT é avançar na estratégia de definir pontos de transbordo ? os chamados ecopontos, que são terrenos murados ou galpões usados para o depósito regular de lixo, mediante coleta

esquematizada. ?Temos essa política de enfrentamento a essa situação, e vamos cumpri-la?, completou Edson Melo.

Fonte: Dowglas Lima