Sobe para cinco o número de mortos pelas fortes chuvas na cidade de Teresópolis-Rio

Sobe para cinco o número de mortos pelas fortes chuvas na cidade de Teresópolis-Rio

Em toda a região serrana, Teresópolis foi a mais castigada até agora

Cinco pessoas morreram em deslizamentos de terra causados pelas fortes chuvas na cidade de Teresópolis, na região serrana do Rio de Janeiro. As últimas vítimas confirmadas pelo Corpo de Bombeiros são uma mulher encontrada sob os escombros de sua casa no bairro de Santa Cecília e outra pessoa que morreu após um deslizamento na comunidade Pimentel.

Segundo informações dos bombeiros de Teresópolis, não chovia no início da madrugada deste sábado no município, mas como o volume de água foi intenso na tarde e noite de sexta, vários rios acabaram transbordando e as pessoas estão sendo orientadas a procurar abrigos.

Em toda a região serrana, Teresópolis foi a mais castigada até agora, com várias pessoas desabrigadas e riscos de deslizamentos. Entre os mortos, estão um casal e um menino de 14 anos no bairro Quinta do Lebrão. Mesmo com a trégua da chuva, os telefones da central dos bombeiros do município não param, com pessoas em busca de orientação sobre o que fazer em áreas de risco.

Nova Friburgo

Em Nova Friburgo não chove há pelo menos duas horas, embora a cidade tenha registrado alguns problemas de transbordamento no centro. Na BR-116 entre Rio e Nova Friburgo o tráfego é normal. Na BR-040 que liga Rio de Janeiro a Juiz de Fora, passando por Petrópolis, chove forte.

Devido ao aguaceiro desta sexta-feira, a estrada que liga Teresópolis ao Rio de Janeiro chegou a ser interrompida como medida de prevenção, mas já foi liberada.

Tragédia na região serrana

As fortes chuvas que atingiram a região serrana do Rio de Janeiro nos dias 11 e 12 de janeiro de 2011 provocaram enchentes, deslizamentos de terra e mataram oficialmente 905 pessoas. Mais de 300 foram consideradas desaparecidas. As cidades mais atingidas pelos temporais foram Teresópolis, Nova Friburgo, Petrópolis, Sumidouro e São José do Vale do Rio Preto.

Fonte: Terra