Socorrista da Bahia vai atender chamado e vê irmão morto: 'Cena terrível'

Socorrista da Bahia vai atender chamado e vê irmão morto: 'Cena terrível'

Socorrista da Bahia vai atender chamado e vê irmão morto: 'Cena terrível'

"A gente está acostumado a ver tragédia, mas quando é com parente seu é difícil, complicado". Este é o relato de Jarbas Macedo, condutor-socorrista do Samu e irmão de Flávio Macedo da Silva, vítima de um acidente na BR-135, na região de Barreiras, no domingo (10).

Ele estava de plantão e atendeu a batida envolvendo o irmão, que teve o carro partido ao meio ao se chocar com uma árvore.

"A noiva dele não sabia que eu estava de plantão, mas ligou direto para mim, porque sabe que eu trabalho com isso, e não acionou o 192. Quando cheguei lá ele estava no chão, ainda se mexendo. Tentamos reanimá-lo, mas não teve jeito. Foi uma cena terrível", descreve Jarbas, que também é pastor evangélico.

Jarbas conta que o irmão estava no carro com a noiva, que também se feriu, mas foi socorrida e está bem. Outras quatro pessoas que estavam no segundo veículo, que teria provocado o acidente, não se feriram. Segundo a polícia, o condutor estava embriagado, foi detido e encaminhado para a Delegacia de Barreiras.

“A gente sempre prevê que isso um dia aconteça com a gente, pede a Deus pra não acontecer, mas se acontece, fazer o que é? Isso que aconteceu com eles não foi um acidente, foi um crime", critica Jarbas.

Acidente

Flavio Macedo morreu após o carro em que dirigia partir ao meio ao colidir com uma árvore na BR-135. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF-BA), o motorista de um veículo de modelo Golf bateu na traseira do Gol conduzido por Flávio ao realizar uma ultrapassagem.

Com o impacto, o segundo veículo saiu da pista e colidiu em uma árvore, partindo ao meio em seguida. Flávio morreu no local.







Fonte: G1