Solteironas com máscaras protestam contra falta de maridos

Solteironas com máscaras protestam contra falta de maridos

Em pleno inverno, manifestação de mulheres seminuas ferveu debates no país

Um grupo de oito mulheres, com média de idade entre 25 e 30 anos, parou a estação de metrô no centro da cidade de Guangzhou, capital da província de Guangdong, no sudoeste da China. As moças estavam com máscaras e usavam calcinhas e sutiãs, apesar do frio de quase 0º grau. Motivo da manifestação: a crescente falta de oferta de maridos.

- Queremos homem, queremos homem! O tempo voa, queremos casar, gritavam as chinesas, para espanto dos pedestres e dos motoristas, que paravam seus carros para observar a movimentação.

De acordo com relatos do jornal Guangzhou Daily, uma senhora, ranzinza, provocou um início de discussão ao dizer o seguinte às manifestantes:

- Agora é tarde. Os homens se foram. Mudaram-se para outro país ou acharam mulheres com mais vergonha na cara, afirmou a tia, antes de ser hostilizada pelo grupo.

As moças se ocuparam depois em coisas mais práticas. Distribuíram folhetos com dados pessoais e preferências sobre tipos de maridos que procuram. Então, voltaram a berrar:

- Vamos casar com nossos irmãos!

A organizadora Xing Zi declarou que o protesto é sério, apesar da desconfiança da população:

- Nós planejamos isso há semanas. Esperávamos mais mulheres ao nosso lado, mas vamos continuar o movimento, que se chama ?Belas e Loucas?.

Centenas de pessoas fotografaram e filmaram as mulheres sem roupa. Muitas aplaudiram a coragem delas.

A maioria dos homens, no entanto, preferiu fugir antes de um ataque das sem-marido.

Fonte: R7, www.r7.com