SP: Presidente da Liga vai depor sobre confusão em apuração

A Polícia Militar tentou conter a confusão, mas o número de policiais no local era pequeno, se comparado ao de torcedores.

A Polícia Civil de São Paulo deve ouvir o presidente da Liga das Escolas de Samba, Paulo Sérgio Ferreira, nesta segunda-feira (27). Ele vai prestar depoimento sobre a confusão no sambódromo do Anhembi, na última terça-feira (21). Ele será ouvido às 11h, na Deatur (Delegacia Especializada em Atendimento ao Turista).


SP: Presidente da Liga vai depor sobre confusão em apuração

Na última terça-feira, o integrante da escola de samba Império da Casa Verde, Tiago Ciro Tadeu Faria, invadiu a mesa dos jurados, roubou as notas das escolas, rasgou os papéis e tentou fugir. Arquibancada e integrantes de outras agremiações se rebelaram e começaram a brigar, quebrar cadeiras e o alambrado que separava as mesas diretoras das escolas do público.

A Polícia Militar tentou conter a confusão, mas o número de policiais no local era pequeno, se comparado ao de torcedores. Um grupo de revoltosos chegou a invadir a pista local da marginal Tietê, no sentido Castello Branco, que precisou ser interditada.

Ainda durante a confusão, foi registrado um incêndio no setor de dispersão do sambódromo. Chamas atingiram duas alegorias da Pérola Negra. Um caminhão-pipa foi usado para controlar o fogo. Dois suspeitos de darem início ao tumulto foram presos.

Nesta sexta-feira (24), Tiago deixou a penitenciária de Tremembé, depois de pagar fiança de R$ 12.400, valor estipulado pela Justiça. De acordo com o advogado da agremiação, Eduardo Morais, a família de Tiago foi quem pagou a fiança. Segundo Morais, o jovem está muito ?assustado e chateado? com a repercussão do caso.

Fonte: R7, www.r7.com