Surfista morre ao mergulhar perto de uma plataforma de petróleo

O corpo dele só foi encontrado no domingo e resgatado na segunda-feira.

Um modelo e surfista de 26 anos morreu após se afogar durante um mergulho nas proximidades de uma plataforma de extração de gás da Petrobras, na Bacia de Santos. Luigi Ucelli Maria di Nemi tinha ido ao local na manhã do último sábado (31) praticar pesca submarina.

O corpo dele só foi encontrado no domingo e resgatado na segunda-feira. Ontem (4), ocorreu a cremação. Um robô da Petrobras e um helicóptero da Marinha foram usados nas buscas.

Segundo relatos de amigos do surfista, o rapaz e outras quatro pessoas foram pescar em alto-mar nos arredores da plataforma Mexilhão, localizada a 107 km de distância de Ilhabela (SP), de onde partiram de barco.

Antes de retornar para a cidade, Nemi disse que precisava mergulhar para pegar um arpão que ele esquecera no fundo do mar. Desta vez, ele mergulhou sozinho. Nemi vestia bermuda, óculos, pés de pato e um peso extra para levá-lo até o fundo.

Minutos depois, um dos amigos viu o arpão do jovem flutuar, mas ele não apareceu. Desesperados, tentaram encontrá-lo. Em vão.

Pediram, então, ajuda aos funcionários da Petrobras que estavam na plataforma. Horas antes do incidente, os amigos não atenderam aos pedidos dos técnicos para deixarem o local por ser de alto risco para pescadores.

Segundo a Marinha, no raio de um quilômetro de cada plataforma é proibido pescar ou ancorar embarcações.

O corpo de Nemi foi encontrado a uma profundidade de 170 metros junto a um pilar da plataforma. O caso é investigado pela Capitania dos Portos.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br