Surto de meningite em Minas causa morte de criança no PI

Por exigência médica a criança foi velada com caixão fechado e sepultada imediatamente.

Trabalhadores do Piauí, que estavam atuando em obras do munícipio de Ouro Branco do Estado de Minas Gerais, foram dispensados devido à proliferação de meningite bacteriana em um dos alojamentos da empresa Paranasa Engenharia.

A doença foi confirmada após a morte de um dos trabalhadores na sexta-feira (14) e resultou posteriormente, na morte de uma menina de 09 de idade no município de Cajueiro da Praia, litoral do Piauí.

Para evitar a proliferação da doença a Paranasa providenciou a medicação de 1.200 trabalhadores. Entre os dispensados está o senhor João Botelho que ao chegar na cidade de Cajueiro da Praia, no povoado Lagoa de São José, onde mora, encontrou com sua filha, identificada pelo nome de Bruna, que o recepcionou com um abraço. No dia seguinte, 15 de junho, começou a apresentar sintomas da doença que são parecidos com o da gripe; mas atingem o sistema nervoso central e causam a morte em poucos dias.

A menina foi levada no domingo (16) para Parnaíba em busca de atendimento médico, mas morreu. Por exigência médica Bruna foi velada com caixão fechado e sepultada imediatamente na segunda-feira (17). O laudo enviado para análise em Teresina retornou com a causa da morte sendo um tumor na cabeça, informação que revoltou a família da menina. Devido ao alto grau de contágio, pelas vias respiratórias, a casa de João Botelho passa por reformas nestes dias. Outro trabalhador que estava na mesma empresa, e que não teve a identidade revelada, também mora no Cajueiro da Praia no povoado Árvore Verde; mas não houve informação que a doença tenha proliferado.

Fonte: proparnaiba.com