Surto de sarampo que atingiu visitantes da Disney na Califórnia já afetou 70 pessoas

O mesmo vale para lugares lotados, com grande concentração de viajantes internacionais, como aeroportos, disse Chavez.

Um surto de sarampo que atingiu visitantes dos parques da Disney na Califórnia levou a recomendações de que turistas que não tenham sido vacinados contra a doença não visitem a atração. O surto já atingiu 70 pessoas.

Novas infecções ligadas aos parques temáticos foram identificadas nesta quarta-feira (21). A maioria dos infectados - 62 pessoas - é da Califórnia, mas há pacientes em outros quatro estados americanos, além do México.

A maior parte dos pacientes visitou um dos dois parques que compõem o complexo na Califórnia - Disneylândia e Disney California Adventure - entre 15 e 20 de dezembro. Mas alguns contraíram a doença de outros que tinham visitado os parques.

 Pessoas que não receberam a vacina tríplice viral, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola, estão suscetíveis a contrair a doença altamente contagiosa e devem evitar os parques da Disney na Califórnia, por enquanto, diz Gil Chavez, epidemiologista do estado.

O mesmo vale para lugares lotados, com grande concentração de viajantes internacionais, como aeroportos, disse Chavez. Pessoas que foram vacinadas não precisam tomar esse tipo de precaução.

A porta-voz da Disneyland Resorts, Suzi Brown, disse que autoridades sanitárias concordam com a recomendação de que "é absolutamente seguro visitar se você foi vacinado". As pessoas que foram infectadas têm idades que variam de 7 meses a 70 anos. A grande maioria não foi vacinada e um quarto teve que ser hospitalizado.

Funcionários
Entre os pacientes estão cinco funcionários da Disney, três dos quais já retornaram ao trabalho. A companhia tinha dito que empregados do parque que tiveram contato com pessoas infectadas foram solicitados a apresentar documentos que provam que foram vacinados ou exame de sangue que comprove imunidade ao vírus do sarampo. Aqueles sem imunidade seriam postos em licença remunerada. O parque está providenciando vacinas para os trabalhadores.

Fonte: G1