Suspeito achado por GPS oferece dinheiro a PM para não ser preso

Suspeito achado por GPS oferece dinheiro a PM para não ser preso

Suspeito ofereceu R$ 2 mil e um relógio para não ser detido.

Um rastreador via satélite ajudou a Polícia Militar a localizar um caminhão roubado de uma loja de materiais para construção no bairro Cidade Ocian, em Praia Grande, no litoral de São Paulo. O sistema verificou que o veículo ficou estacionado na madrugada de segunda-feira (4) durante uma hora e meia após o assalto, próximo a uma casa na Vila Mirim.

No local, Carlos Eduardo Ribeiro, de 30 anos, foi preso em flagrante e levado para a delegacia junto com mais uma pessoa. De acordo com a polícia, Carlos Eduardo tentou subornar os policiais antes de ser preso.

"Quando nós estávamos conversando com ele, para ver se ele passava alguma informação de quem teria ajudado o furto ou, pelo menos, ajudado a descarregar o caminhão, ele nos ofereceu a quantia de R$ 2 mil e, no final, ofereceu um relógio que estava com ele. Isso tudo foi testemunhado pela vítima que estava do lado de fora de casa ouvindo a conversa", explicou o Tentente Renato Marçal.

Dentro da casa foram encontrados diversos materiais para construção que foram reconhecidos por um funcionário da loja. Ainda segundo a polícia, um terceiro homem estava na casa, mas não há informação se ele também havia participado do furto ou se estava no local para mexer em uma obra.

Fonte: G1