Acesso por banda larga no Brasil duplica entre 2005 e 2008

Em relação a 2005, o aumento da conexão por banda larga foi bastante expressivo, praticamente dobrando

Pesquisa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgada nesta sexta-feira (11) mostra que 80,3% da população brasileira que acessou a internet em domicílio em 2008 o fez por banda larga. Do restante, 18,0% conectou unicamente por conexão discada e 1,7% através das duas formas. É o que informa o Suplemento da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) 2008 sobre Acesso à Internet e Posse de Telefone Móvel Celular para Uso Pessoal.

Em relação a 2005, o aumento da conexão por banda larga foi bastante expressivo, praticamente dobrando. Nesse ano, o percentual havia sido de 41,2%. Regionalmente, a conexão por banda larga também foi disseminada e passou a ser a principal forma de acesso, com destaque para o Centro-Oeste, onde 93,4% das pessoas a usavam --contra 57,1% em 2005. Por outro lado, a região Norte foi a que apresentou a menor proporção de pessoas acessando a internet somente por banda larga (70,4%, contra 40,5% em 2005).

Acesso A pesquisa também mostrou que o percentual de brasileiros de dez anos ou mais que acessaram a internet por meio de computador ao menos uma vez aumentou 75,3% e passou de 20,9% para 34,8% entre 2005 e 2008, o que equivale a 56 milhões de usuários. Para 2008, as regiões Sudeste (40,3%), Centro-Oeste (39,4%) e Sul (38,7%) registram os maiores percentuais de usuários, e as regiões Norte (27,5%) e Nordeste (25,1%), os menores.

Quanto aos locais de acesso à web, as Lan houses e residências superam os locais de trabalho. De acordo com o estudo, isso ocorre devido ao aumento de renda. Em 2008, os acessos foram feitos, principalmente, de casa (57%), das LAN houses (35,2%) e do trabalho (31%). Em 2005, o ambiente doméstico já estava em primeiro lugar no acesso à web, mas o local de trabalho estava na segunda posição do ranking, seguido pelas LAN houses.

O número de usuários de telefone celular também aumentou: cerca de 86 milhões de pessoas, ou 53,8% dos brasileiros com dez anos de idade ou mais, tinham celular para uso pessoal em 2008. Em 2005 eram 56 milhões de pessoas.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br