Anticorpos de quem pegou H1N1 abrem caminho para vacina universal da gripe

Pessoas que tiveram gripe suína ficaram imunes a tipos da doença

Os anticorpos desenvolvidos por pessoas infectadas pelo vírus H1N1, popular gripe suína, que os deixam imunes a outras variações do vírus da gripe, pode ser a chave para a criação de uma vacina universal da gripe. Essa é a conclusão de uma pesquisa da Escola de Medicina da Universidade Emory e da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos.

Vários pacientes infectados pela versão H1N1 em 2009 desenvolveram anticorpos que protegem contra uma variedade de cepas (versões) de gripe.

Jens Wrammert, professor de microbiologia e imunologia da Universidade Emory, explica como a formação da vacina pode ser viável.

- A descoberta mostra que esses tipos de anticorpos podem ser induzidos em seres humanos se o sistema imunológico for estimulado da forma certa, sugerindo que uma vacina para todos os tipos de gripe pode ser viável.

Os anticorpos isolados de um grupo de pacientes que foram infectados pela versão do H1N1 de 2009 poderão orientar os pesquisadores no desenvolvimento de uma vacina que garanta uma proteção duradora contra vários tipos de vírus da gripe, dizem os pesquisadores. Agora, os cientistas pretendem estudar a resposta imunológica de pessoas que foram vacinadas contra a versão do H1N1 de 2009, mas que não ficaram doentes.

Os pesquisadores analisaram nove pacientes com diferentes níveis de gravidade da doença. A maior parte deles tinha entre 20 e 30 anos.

Os cientistas identificaram glóbulos brancos do sangue dos pacientes que criaram anticorpos contra o vírus da gripe, e isolaram os genes dos anticorpos a partir de células individuais. Eles usaram os genes para produzir anticorpos e depois testaram contra quais versões da gripe eles reagiram.

O único anticorpo que reagiu à versão 2009 do H1N1 pertencia ao paciente com o grau mais grave da doença. Os genes do anticorpo mostraram que ele tinha não tinha imunidade ao vírus H1N1.

Nos casos cujos pacientes desenvolveram uma doença mais branda, as células imunológicas que reagiram a gripes sazonais ou a infecções responderam bem a versão do H1N1 de 2009.

Fonte: R7, www.r7.com