Aplicativo informa frequência escolar de alunos da rede pública

As tecnologias confirmam participação dentro das escolas

As tecnologias confirmam participação dentro das escolas. A cada dia surgem ferramentas que agregam benefícios para unidades de ensino, professores, alunos e família.

Pensando nisso, especialistas em Tecnologia da Informação (TI) desenvolveram o aplicativo Diário Sincronizado ON&OFF, que ajuda o trabalho de professores e avisa aos pais o controle de frequência dos filhos.

O aplicativo é responsável por facilitar o lançamento dos conteúdos praticados por professores dentro da sala de aula, dentre eles a frequência dos alunos; lançamentos de notas; conteúdo; ocorrências; aniversários do mês; além de diagnosticar o Índice de Massa Corporal (IMC). Dessa forma, todas as informações são distribuídas no Meu Diário, disponíveis no aplicativo.

A ferramenta já é utilizada em 450 escolas, totalizando 65 mil alunos nas cidades de Caxias (MA) e Ibirité (MG). Em Teresina, o projeto piloto se concentra na Escola Municipal Professor Manoel Paulo Nunes, localizada na zona Leste de Teresina. A unidade conta com um professor que utiliza o aplicativo em três turmas, agregando quase 300 alunos.

Agamenon Santa Cruz, especialista em TI e presidente da empresa de tecnologia idealizadora do aplicativo, conta que o Diário ON&OFF proporciona fatores de sustentabilidade, economia e praticidade.

“Agora, o professor faz a chamada de classe e em seguida lança o conteúdo on-line para a secretaria da escola. Com a tecnologia, constatamos que um município economizou cerca de R$ 500 mil com papel e armário”, destaca.

Além disso, a ferramenta salva todos os dados automaticamente, como também trabalha off-line.

O último consiste no momento em que o professor encontrar o local com acesso a internet, assim, o sistema sincroniza todas as informações para a secretaria da escola e também a Secretaria de Educação Municipal e Estadual.

As Prefeituras, o Estado e as próprias escolas são responsáveis em adquirir o aplicativo, como também podem passar informações aos pais dos alunos. O conteúdo chega através de mensagem de texto. Nesse caso, é preciso que o responsável possua cadastro atualizado informando o número do celular.

“Através do SMS, os pais recebem informações de reuniões de pais e mestres, como também eventuais notificações que o filho sofreu algum acidente. Por isso, é questão de segurança, pois são comprovados casos de violência nas grandes cidades”, explica Agamenon Santa Cruz.

Fonte: Pollyana Carvalho e Daniely Viana