Após censura e polêmica, meme com mulheres nuas retorna ao YouTube

O melhor Harlem Shake tem mulheres nuas?

O "Do The Harlem Shake" com mulheres nuas está de volta ao YouTube, depois de ter sido censurado em meados de fevereiro. O Vídeo é de autoria do canal Wood?s Rocket e, três dias depois de aparecer pela primeira vez na rede, alcançou a marca de 30 mil visualizações. As mulheres são acompanhadas por um rapaz com duas caixas de pizza, que dança no começo do vídeo.


Após censura e polêmica, meme com mulheres nuas retorna ao YouTube

O nome do vídeo é ?Definitely the best Harlem Shake? e foi colocado pela terceira vez na rede, pelo usuário schurli740 e conta atualmente com 12 mil visualizações. A gravação levanta a polêmica sobre as políticas do YouTube contra a pornografia, que parecem não ter muito efeito sobre determinados vídeos.

Por outro lado, o tal vídeo não possui pornografia pesada e não contém sexo explícito. Trata-se apenas de mulheres nuas dançando, o que não é um conteúdo tão absurdo se comparado com outros sites na Internet.

Quando os usuários postam algum conteúdo que contraria as regras do YouTube, eles costumam fazer um jogo com o site de vídeos. Se alguém denuncia a gravação ou a própria companhia o tira do ar, outros usuários, que gravaram o conteúdo, sobem o material novamente. E essa brincadeira de ?gato e rato? continua em muitos casos, mesmo com o YouTube não permitindo o download de seu conteúdo de maneira oficial.

O site também tem uma dificuldade simples de administração: Os usuários do serviço sobem cerca de 72 horas de vídeo por minuto. O tráfego altíssimo dificulta o controle do conteúdo. No entanto, se a empresa monitorasse melhor seus vídeos, analistas estimam que ela poderia ganhar US$ 35 bilhões por ano.

Fonte: G1