Avanço: impressora 3D pode imprimir tecidos biológicos

No futuro, células de pacientes servirão como "tinta"

Cientistas apresentaram no encontro da Associação Americana para o Avanço da Ciência uma impressora 3D que poderia imprimir tecidos biológicos.

O pesquisador Hod Lipson, da universidade americana Cornell, afirma que o que ele e outros estudam é em vez de imprimir em plástico, imprimir com materiais biológicos, formando tecidos tridimensionais.

Atualmente, a equipe trabalha na impressão de orelhas para serem usadas na medicina reconstrutiva.

A impressora não é muito diferente de uma de jato de tinta ou um plotter de impressão.

Para Hod Lipson, a tecnologia pode fazer parte do dia a dia em 20 anos.



A ideia é que no futuro cada paciente tenha detalhes minuciosos do seu corpo armazenados no computador dos médicos. Se no futuro, ele necessitar de uma nova cartilagem, um menisco, uma orelha ou até um osso, bastaria recuperar aquelas informações.

Depois, células do próprio paciente seriam coletadas e postas em cultura para serem usadas como ?tinta? para imprimir novas partes do corpo.

Fonte: R7, www.r7.com