Bloqueio de pornô na web é um erro para Google, revela site

Bloqueio de pornô na web é um erro para Google, revela site

A declaração foi feita por Sarah Hunter, diretora da empresa no Reino Unido, durante uma conferência do Google na cidade de Watford.

Para o Google, todos os planos para bloquear o acesso à pornografia dos mecanismos de busca não são capazes de proteger as crianças. A declaração foi feita por Sarah Hunter, diretora da empresa no Reino Unido, durante uma conferência do Google na cidade de Watford.

A executiva afirma que o plano do governo britânico de bloquear o conteúdo adulto online é um erro, e oferece aos pais uma falsa sensação de segurança. Hunter reforça que é dever dos adultos supervisionar de forma constante as atividades das crianças na Internet, e conversar abertamente sobre sexo à medida que elas crescem.

Para ela, as políticas do governo britânico só vão resultar, na prática, em simples adição de filtros de bloqueio parcial ou total do conteúdo adulto. ?Nós do Google também acreditamos que as crianças não devem ter acesso à pornografia online. Nós apenas discordamos dos mecanismos pelos quais vamos proteger nossas crianças. Não é algo tão simples de ser feito, e as soluções em discussão não são as ideais?, completa a executiva.

Por outro lado, a executiva alegou não saber o quanto o Google lucra com a publicidade de pornografia em seus mecanismos de busca.

Mais tarde, um porta-voz da empresa informou que não é prática da empresa revelar suas receitas para um segmento ou tema específico. A gigante de buscas mantém publicidade paga exibida nos resultados da busca da palavra ?pornô?.

O domínio do Google no mercado de buscas online coloca a empresa em posição privilegiada, podendo, inclusive, filtrar o conteúdo adulto em todas as pesquisas. Mas na prática, a empresa não faz isso de forma objetiva, justamente por causa do lucro adquirido. Para alguns especialistas, esse é o motivo pelo qual a empresa continua transferindo a responsabilidade para os pais.

Fonte: Tech Tudo