Brasil é o 2º país com mais usuários que entram diariamente no Facebook

Em número total de usuários, no entanto, país fica em 3º, atrás da Índia

Apesar de o Brasil perder para a Índia em número total de usuários, os brasileiros são mais assíduos que os indianos, o que faz do país o segundo no mundo em acessos diários, ficando somente atrás dos Estados Unidos, lar da companhia. A informação foi dada por Leonardo Tristão, diretor-geral da empresa no Brasil, na noite desta quarta-feira (11) na sede do Facebook, em São Paulo.

"A gente já tem 47 milhões de brasileiros que voltam para a plataforma todos os dias. Isso nos coloca na segunda posição, só atrás dos Estados Unidos", afirma Tristão.

O Brasil possui 76 milhões de usuários na rede social, abaixo da Índia e dos EUA. "Dada a relevância do Brasil, cada vez mais a gente olha pra esse mercado dentro da estratégia global e vê que tipos de produtos e serviços nós podemos promover em mercados como o Brasil ou em mercados em que o país possa liderar uma discussão global de uma estratégia de desenvolvimento de produtos".

Segunda tela

Durante encontro com jornalistas, o Facebook resumiu alguns dos pilares para o Brasil em 2014. Um deles é aproveitar o efeito da segunda tela ? utilizar smartphones ou tablets enquanto se assiste televisão. De acordo com Tristão, 40% dos usuários do Facebook entram no site enquanto assistem TV.

"Isso abre um leque de oportunidades muito grande pensando que o Brasil vai ser sede dos principais eventos esportivos nos próximos três anos", diz, em referência à Copa do Mundo, em 2014, e às Olimpíadas, em 2016. Dos usuários brasileiros, 44 milhões acessam o site em smartphones ou em tablets.

O Facebook apresentou na segunda (9) a grupos de mídia uma aplicação que mostra quais os temas estão mais sendo discutidos na rede. Similar aos "Trending Topics" do Twitter, a ferramenta terá maior capacidade de segmentação do público que participa das interações, como o sexo e a localização geográfica.

"É mais uma ferramenta para fazer a conexão de um programa de TV ou evento esportivo com o que as pessoas estão falando", explica.

Tristão conta que, durante o último capítulo da novela "Avenida Brasil", da TV Globo, o Facebook monitorou, bloco a bloco, o tema das conversas dos usuários na rede. "Os dez temas mais comentados tinham relação com a novela. "Eu odeio a Carminha" ou "Vou sentir falta da novela"", diz.

No Brasil, a ferramenta ainda está em fase de discussão, mas logo entrará no raio de ação da rede social. "Isso vai ser uma pauta em 2014, sim", diz Tristão.

Outra das apostas do Facebook é criar novos talentos em casa. A equipe da empresa tem 65 pessoas e 20 posições abertas para 2013. Segundo Tristão, em breve, será lançado um programa de desenvolvimento de talentos para suportar novos negócios, principalmente aquele voltado para pequenas e micro empresas.

Por fim, a rede social quer continuar a mostrar que pode ser uma plataforma para a concretização de negócios. Sobre esse ponto, Tristão disse que a construtora Tecnisa chegou a gerar R$ 20 milhões ao utilizar a plataforma como portas para engatar o negócio.

Fonte: G1