Cientista da França desenvolve robô capaz de desenhar retratos

Cientista da França desenvolve robô capaz de desenhar retratos

Um artista e cientista francês desenvolveu um robô capaz de desenhar retratos imitando o estilo de seu criador

Um artista e cientista francês desenvolveu um robô capaz de desenhar retratos imitando o estilo de seu criador.

A máquina, batizada de Paul, é composta por uma câmera que analisa o rosto da pessoa posando para o retrato e um braço mecânico, que faz o retrato com uma caneta esferográfica, usando o contraste entre luz e sombra.

Patrick Tresset, que foi pintor e desenhista por 15 anos até "perder sua paixão" pelo trabalho, criou o robô artista a partir de seu doutorado na Universidade de Goldsmiths, em Londres, e em parceria com o professor e pesquisador Frederic Fol Leymarie.

Desde junho de 2011, o robô artista Paul se tornou o centro das atenções em diversas feiras internacionais e alguns de seus mais de 400 desenhos foram comprados por colecionadores.

"Participamos recentemente de uma feira de arte em Londres e muitos artistas elogiaram a qualidade dos trabalhos produzidos por Paul", disse Tresset à BBC Brasil.

Atualmente, os retratos -- que podem demorar até 25 minutos para ficarem prontos e são assinados pelo robô -- são como "projeções" dos traços do próprio Tresset, mas o próximo passo para o francês é criar um artista cibernético que tenha seu próprio estilo.

"Acredito que mostrando ao robô uma série de pinturas, desenhos e imagens, ele poderia desenvolver um estilo único. E isso não está muito longe. Com o apoio financeiro necessário, acho que seria possível criar isso em algo entre três e cinco anos", afirma Tresset, que hoje conta com uma bolsa de pesquisa do Leverhulme Trust.

Entre os dias 9 e 13 de fevereiro, Paul vai ser uma das atrações da Kinetica Art Fair, em Londres.


Cientista cria robô artista que desenha retratos

Fonte: G1