Claro compensará 380 mil clientes por uma falha ocorrida na rede

Claro compensará 380 mil clientes por uma falha ocorrida na rede

Claro se comprometeu com a Fundação Procon-SP que compensaria cerca de 380 mil clientes afetados nos dias 8 e 9 de julho.

Após falhas na rede de telefonia móvel na região da Baixada Santista e Vale do Ribeira, a Claro se comprometeu com a Fundação Procon-SP que compensaria cerca de 380 mil clientes afetados nos dias 8 e 9 de julho.

A empresa afirmou ao Procon que os clientes prejudicados dos planos banda larga pré-pago e voz pré-pago terão um "Bônus Especial de Recarga" no valor de R$ 12 intrarede, válido por até 10 dias.

Com este valor, os consumidores conseguirão realizar em média 57 chamadas intrarede, considerando o custo médio de R$ 0,21 por ligação. A Claro ainda esclareceu que, se considerar apenas o crédito adicional de R$ 12 reais para cada consumidor, o valor da compensação soma R$ 3.556.872,00. Além disso, será postergada em um dia completo a validade dos créditos (30% a mais do que o período de indisponibilidade).

Já os clientes do plano controle, pós-pago/banda larga pós-paga/PME/GE será creditado o valor correspondente ao período de 24 horas sobre a franquia contratada na conta subsequente dos consumidores afetados. A compensação soma aproximadamente R$ 110.372,09, considerando o valor médio dos planos dos clientes atingidos.

Direitos do consumidor

A Fundação Procon explica que a partir de 30 minutos de interrupção do serviço, o consumidor tem o direito ao abatimento proporcional do valor da assinatura (um dia de interrupção igual um dia de desconto).

Se o problema atingir, no mínimo 10% da base de clientes, a operadora (de telefonia fixa ou móvel) deve fazer ampla divulgação sobre o ocorrido.

Caso o abatimento não seja concedido, a orientação é procurar um órgão de defesa do consumidor ou a Anatel e registre uma reclamação.

Fonte: UOL