Clássico, 'Jogo da cobrinha' ganha nova versão para smartphones

Vício de muitos jovens, pode voltar em uma nova versão para smartphone

 O “Jogo da Cobrinha”, game clássico dos primeiros celulares, em breve chegará aos modernos smartphones. O jogo reformulado se chamará “Snake Rewind” e será lançado em 14 de maio para celulares que rodam os sistemas iOS, Android e Windows Phone.

A mecânica do game continuará a mesma. Uma cobrinha tem de coletar itens na tela. O game, no entanto, terá novos recursos. Será possível voltar no tempo para o momento antes de bater na parede, ganhar vidas extras ou até disputar fases diferentes (serão dez com visual e música próprios).

Jogo da cobrinha

O jogador poderá ainda equipar a cobrinha com recursos para facilitar a tarefa. Um deles é o de bombas, que explodem todos os pontos da tela a serem capturados. Outro é um campo magnético que atinge todos os itens dentro de um raio de ação, sem que a cobrinha tenha de tocá-los.


Além disso, será possível competir com amigos e outros jogadores. O game será gratuito, mas terá compras dentro do aplicativo.

O game foi desenvolvido pelo mesmo criador da versão original para os celulares da Nokia, Taneli Armanto. “Snake” chegou ao mundo dos aparelhos móveis em 1997, com o Nokia 6110, pelas mãos do engenheiro, mas já rodava antes em computadores e até videogames. Desde então, esteve presente em cerca de 400 milhões de celulares da companhia finlandesa – o último deles foi o Nokia 108, de 2013. Armanto trabalhou em conjunto com o estúdio finlandês Rumilus Design.

Image title

"Quando nós criamos 'Snake' para o Nokia 6110 em 1997, nós queríamos dar às pessoas uma experiência de entretenimento, mas nós nunca imaginamos que isso se tornaria um games móvel clássico. Isso mostrou às pessoas que você poderia criar um jogo interessante para um telefone móvel", afirmou Armanto, após receber um prêmio do Fórum de Entretenimento Móvel (MEF, na sigla em inglês), por sua criação.

O game clássico chegou a ganhar status de obra de arte. Em 2012, o Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMA, na sigla em inglês) anunciou que “Snake” era um dos 40 games que a instituição pretendia incluir em seu acervo no futuro.

Fonte: G1