Com avanço dos laptops e tablets o desktop perde cada vez mais espaço

Os laptops tomam espaço dos computadores de mesa e aparecem em mais de 55% dos lares brasileiros. Os tablets também estão em ascensão e já representam

?Triunfam aqueles que sabem quando lutar e quando esperar.? A frase de Sun Tzu, autor da consagrada obra A arte da guerra, ilustra a atual atmosfera do mercado de eletrônicos no Brasil. Considerado por muito tempo um dos principais dispositivos dos domicílios ? e também uma das melhores inovações tecnológicas da atualidade ?, o desktop está perdendo espaço no mercado e na casa dos consumidores. De acordo com a consultoria IDC, estima-se que, em 2014, a venda de computadores de mesa terá queda de 14%.

Quem puxa esses números para baixo são os notebooks. Em 2010, o computador de mesa estava presente em 67,4% das moradias. Hoje, perdeu a hegemonia para o laptop, que está em 55,6% dos lares, segundo estudo da CVA Solutions, empresa de consultoria.

Outros números apontam para uma disputa ainda mais intensa envolvendo outros aparelhos. O tablet é o produto em maior ascensão no varejo ? e deve ter um crescimento de 25% nas vendas do ano que vem, segundo o IDC ?, assim como os híbridos, que misturam funções de notebooks e pranchetas eletrônicas.

Empresas de tecnologia parecem que seguiram os conselhos de Sun Tzu e souberam esperar. Algumas conseguem superar a crise dos desktops com bons notebooks, tablets e híbridos. Resta agora a luta por um lugar nobre: a sua casa.

Fonte: Correio Web