Compras on-line neste fim de ano exigem muita atenção; veja dicas

As compras on-line oferecem alguns riscos.

1. Compre com antecedência

Até mesmo lojas grandes podem ter problema para entregar os produtos dentro do prazo prometido ? por problemas relacionados ao estoque da loja, ao fornecedor ou a imprevistos na hora da entrega, como um produto trocado. A dica, portanto, é comprar com antecedência. Se você deixar para a última hora, esperando que o produto chegue dentro de poucos dias, as chances de algo dar errado são bem grandes.

Isso vale ainda mais para compras coletivas, que têm prazo específico para serem atendidas e podem acabar surpreendendo o fornecedor pela quantidade vendida.



2. Duvide de ofertas muito boas

A internet facilita muito a pesquisa. E mais: algumas lojas oferecem preços menores para links feitos a partir de sites que comparam preços. Ou seja, vale muito a pena olhar outros sites e sites comparativos ?mesmo se for só para comprar o mesmo produto, na mesma loja por um preço menor.

Pesquisar também ajuda a descobrir se alguma oferta está muito abaixo do preço de mercado. Se estiver, pode ser um erro da loja ou um golpe. Tente buscar um meio de contato com a loja e se informe muito bem antes de comprar o produto. Se a loja for nova, é bom desconfiar. Não siga links de ofertas por e-mail. Entre manualmente no site da loja e procure a oferta.

3. Procure depoimentos de clientes

Além da pesquisa de preço, vale pesquisar as opiniões de outros clientes que compraram na loja. Não acredite em depoimentos publicados no próprio site da empresa ?quem realiza uma fraude pode facilmente falsificar um depoimento. No entanto, relatos encontrados em outros sites são mais confiáveis e podem dar uma ideia melhor a respeito do atendimento da loja.

O mesmo vale para selos de segurança que as lojas usam. Eles também podem ser copiados por sites fraudulentos e é difícil saber se um selo de segurança realmente significa que a loja é mais segura ou se o selo está sendo usado de forma irregular. É mais fácil ignorá-los e procurar por recomendações fora do site da loja.

4. Consulte o Registro.br e a Receita Federal

Se a loja tem um endereço terminado em ?.br?, é possível ir ao site do Registro.br e colocar o endereço da loja lá. O Registro.br informará o Cadastrado Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) com o qual o endereço do site foi registrado. Essa informação pode ser usada no site da Receita Federal para verificar a inscrição da empresa, obtendo informações como data de registro, situação cadastral e endereço.

5. Na primeira compra, pague um valor baixo por boleto

Quando comprar em uma loja com a qual nunca fez negócio, vale a pena realizar uma compra de baixo valor e pagar por boleto bancário. Compras subsequentes podem ser feitas com cartão de crédito. Se houver algum problema, elas poderão ser contestadas, em um processo conhecido como "chargeback".

Algumas lojas oferecem a opção de sedex a cobrar, que só é pago no recebimento ?uma escolha interessante, mas que pode aumentar o preço do produto. Evite comprar em alguma loja com a qual nunca fez negócio nessa época do ano ?a chance de problemas é maior.

6. Mantenha seu computador livre de vírus

Vírus de computador podem roubar dados digitados em sites de compras. Para manter a máquina livre de vírus, confira as sete dicas preparadas pela coluna.

Jamais use computadores públicos, como os de cibercafés e lan houses, para realizar suas compras. Embora alguns desses computadores sejam seguros e gerenciados de forma correta, vários deles não o são e é melhor não arriscar.

7. Compartilhe experiências

Suas compras foram boas? Ou o produto foi entregue fora do prazo? Procure algum local na internet para escrever sobre sua experiência de compra. Você estará ajudando outros internautas a saberem se uma loja é confiável ou não.

8. Não informe seus dados em ?promoções?

Existem ?promoções? na internet que pedem dados, como seu CPF, seu número de cartão de crédito ou seu número de celular. Fique atento: essas promoções são falsas e vão cobrar algo em seu cartão de crédito ou adicionar um serviço de SMS em seu celular.

Fonte: G1