Tablets: conteúdo em português é trunfo da Positivo no mercado

Tablets: conteúdo em português é trunfo da Positivo no mercado

O Mundo Positivo, loja de apps para o aparelho, reúne cerca de 300 títulos em português.

Depender de conteúdo estrangeiro e de soluções que não funcionam no Brasil são alguns dos impedimentos para comprar um tablet no país. Somado ao preço, isso ajuda a entender por que 100 mil tabuletas foram vendidas no país em 2010, contra mais de 6 milhões de notebooks.

A Positivo tenta mudar essa história com seu primeiro tablet, o Ypy 7. Para isso, adaptou-o ao mercado brasileiro, que ainda está sendo apresentado à tecnologia. Além de o sistema do Ypy ser totalmente em português, a fabricante investiu em aplicativos em nossa língua nativa e em tutoriais extremamente básicos para usuários de primeira viagem.

O Mundo Positivo, loja de apps para o aparelho, reúne cerca de 300 títulos em português, incluindo jogos, desenvolvidos pela própria empresa --no Android Market há apenas 150 apps em português. Mas não espere grandes gráficos nos games tupiniquins: eles remetem a imagens da era pré-smartphone.

A preocupação em educar o usuário fica clara em todo o software, algo natural numa empresa que é também uma das principais redes privadas de ensino do país.

Isso é evidente no redesenho do Android 2.3 --versão para smartphones, e não para tablets, do sistema do Google. As telas iniciais são separadas por ícones, e uma mensagem avisa em qual área você está --redes sociais, livros, revistas etc. A personalização é ensinada aos poucos, e a ideia é ajudar o usuário leigo.

Líder do mercado de informática brasileiro, a Positivo pleiteia todos os incentivos fiscais do governo para produzir tablets no país. No entanto, nem todas as peças são fabricadas no Brasil --a empresa as importa da Ásia.

MOLDURA INCÔMODA

Isso talvez explique algumas escolhas duvidosas nos materiais do Ypy. Apesar de robusto, ele é espesso demais (11,8 mm, contra 8,8 mm do iPad 2) e traz uma enorme e incômoda moldura.

Em posição retrato, as molduras laterais ocupam 6 cm --3 cm para cada um dos lados--, escondendo a tela de sete polegadas e diminuindo o diferencial da proporção de 4:3 -formato semelhante ao do iPad, ideal para leitura de livros e revistas.

Apesar dos deslizes, o Ypy de sete polegadas, com preço sugerido de R$ 999, pode ser o aparelho de entrada para muitos no mundo dos tablets.

Fonte: Folha.com